Presidente de clube da Série A indica acerto com o Inter para empréstimo de estádio

Colorado ainda não oficializou onde mandará as suas partidas em "casa"

Publicidade

A partir desta segunda-feira, o elenco do Inter irá treinar em Itu, no interior paulista, em uma espécie de intertemporada para o retorno dos jogos. O estádio das próximas partidas como mandante ainda será confirmado, mas, para o dia 28, contra o Belgrano, pela Sul-Americana, a tendência é que o jogo seja no Novelli Júnior, na própria cidade de Itu, onde o Ituano costuma atuar.

Em seguida, o clube poderá buscar novas alternativas enquanto não tem o Beira-Rio à disposição – segundo o presidente Alessandro Barcellos, por conta da enchente, o estádio só voltará a ser utilizado entre 45 a 60 dias. Por conta disso, o Heriberto Hülse, do Criciúma, surge como possibilidade futura.

Veja também:
1 De 6.008

“Conversei com o Alessandro (Barcellos, presidente do Inter), mas temos um jogo já acenado. Acertamos de não criar essa expectativa ainda, mas temos aquilo que imaginamos dentro do calendário do Criciúma, do Inter, do Brasileirão e da Sul-Americana. O Criciúma agiu muito rápido, para se posicionar de forma mais intensa (pela paralisação), à medida da necessidade”, relatou Vilmar Guedes, presidente do Criciúma, ao site GZH.

“Ontem foram acender os refletores, mas estava chovendo muito, então decidiram fazer uma segunda avaliação hoje à noite da iluminação. O restante está tudo concluído do gramado e dos vestiários. Está tudo certinho aqui. O Heriberto Hülse, dentro da sua capacidade, temos todos os cuidados”, ampliou.

Possível vantagem para o Inter

Ao Inter, a vantagem de mandar jogos em Criciúma seria a maior presença de torcedores pela colônia gaúcha em Santa Catarina. Nesta comparação, o estádio catarinense leva vantagem ao Novelli Júnior, por exemplo. O último jogo colorado foi no dia 28 de abril, no Beira-Rio, no empate em 1×1 pelo Brasileirão contra o Atlético-GO.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas