Saraiva teme que Inter “vá para o cenário mundial como clube que entrega jogo”, e Guerrinha lembra Flamengo x Grêmio

Programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha, debateu nesta quinta-feira a situação de "entrega de jogos"

Com o Grêmio ameaçado pelo rebaixamento e o Inter tendo rivais como Santos e Juventude pela frente no campeonato, o tema “entregar jogos” esteve na pauta do programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha, com o comentarista Maurício Saraiva temendo que o time colorado vá “para o cenário mundial como o clube que entrega jogo”.

“Dependendo de como a direção resolva lidar com o desejo do torcedor, que lida só com a paixão e é direito dele, lá pelas tantas para atender essa demanda o Inter vai se obrigar a entregar jogo se enfrentar rivais do Grêmio contra o rebaixamento. E vai para o cenário mundial como clube que entrega jogo (…) o Inter empatou com o Barueri e vai pra conta do Grêmio o Inter ter perdido o Brasileirão (de 2009) com o Maracanã lotado? Eu não aceito entregar jogo em futebol profissional”, comentou.

No debate, o também comentarista Adroaldo Guerra Filho, Guerrinha, fez menção exatamente ao jogo entre Flamengo 2×1 Grêmio na última rodada do Brasileirão de 2009, quando o Grêmio havia inclusive marcado primeiro, o que “ajudaria” o Inter a ser campeão:

“Mas nós não acreditamos nisso, né Maurício. Flamengo x Grêmio foi na laje total. A gente sabe que em 2009 desceu o dirigente no vestiário e chegou pros caras falando que se ganhassem não iriam descer (em Porto Alegre). A culpa é do Inter também. Mas esse negócio de entregar jogo não vamos bancar aqui a Madre Carmelita”, disparou.

Confira o debate completo sobre este tema a partir de 11:20:

Receba as notícias do Inter em primeira mão: