Renato volta a reclamar de duas ou três “cartas marcadas” da imprensa: “Ciúmes e inveja”

Treinador do Grêmio, que negocia a renovação de contrato, concedeu entrevista ao amigo Walter Casagrande

Publicidade

Na entrevista publicada nos últimos dias pelo ex-jogador e comentarista Walter Casagrande, o técnico Renato Portaluppi – bem perto de renovar com o Grêmio – garantiu ter uma boa relação com a imprensa, mas criticou “duas ou três cartas marcadas”, sem citar nomes. Ele avaliou que estas pessoas que o perseguem possuem “ciúmes e inveja” – neste ano, como mostramos aqui, Renato teve problemas com o comentarista da Rádio Gaúcha, Cesar Cidade Dias.

“Quando eu era jogador, eu me garantia dentro das quatro linhas. Mas sinto mais saudades da nossa época. Hoje em dia está muito chato. Você não pode falar e fazer nada, que vira uma bola de neve que não para mais. Não dá para condenar a imprensa e eu, sinceramente, tenho bom relacionamento com eles. Mas sempre tem dois ou três que são aquelas cartas marcadas que gostam de me perseguir. E para esses eu não dou mole, eu rebato mesmo”, comentou Renato.

Veja também:
1 De 5.982

“Tem a minoria da imprensa que é perseguição mesmo. Ganha, é normal. Não ganha, aí é isso, é aquilo. Isso nem me irrita. Mas é ciúmes e inveja. Por isso eu rebato. Podem criticar e elogiar, mas o jornalista tem que ser profissional. Quando você vê que tem a maldade, e tem, aí não posso ficar calado. Parece que tudo que falam é verdade, mas não é bem assim”, acrescentou.

Mais falas de Renato nesta entrevista:

Renato na Seleção?

Eu trabalho para isso. O que é necessário para chegar na Seleção? Fazer um grande trabalho e ganhar títulos. Como jogador, jogar bem. Isso eu faço. Se eu vou receber oportunidade, não cabe a mim. Qualquer treinador que não tem esse pensamento, não se garante. O jogador também tem que ter esse pensamento, essa ambição. Não pode desanimar, tem que correr atrás

Renato é mascarado?

Dizem que sou mascarado. Claro que não é verdade. Eu sou tímido. Ninguém acredita, mas sou demais. Longe de ser mascarado. E levo a fama de marrento. Podem falar bem ou mal de mim, não estou nem aí. Acha que vou mudar a minha vida por causa disso? O homem lá de cima não agradou todo mundo. Não serei eu a agradar

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas