Além de mais investimentos no futebol, Renato quer 50% de aumento para renovar com o Grêmio

Técnico Renato Portaluppi segue em tratativas com a direção para a temporada que vem

Publicidade

Direção do Grêmio e Renato Portaluppi ainda não se acertaram visando a continuidade na temporada de 2024, embora exista uma vontade mútua neste sentido. No momento, o que ainda trava a oficialização da renovação contratual é o pedido salarial do treinador, que deseja uma valorização após os bons resultados de 2023, em especial o 2º lugar na tabela do Brasileirão.

Nesta terça-feira, o site GZH repercutiu a informação de que Renato deseja um aumento de 50% do vencimento atual, o que faria passar de cerca de R$ 1,2 milhão para R$ 1,8 mi por mês. Os dirigentes gremistas entendem o desejo de valorização, mas tentam equilibrar a pedida para os padrões do clube.

Renato, desde a vitória sobre o Fluminense na última rodada, permanece no Rio de Janeiro de férias curtindo momentos com amigos e familiares. Até este momento, o Grêmio concentra as suas atenções nas tratativas com ele e ainda não pensa em um “plano B” para o comando técnico em 2024.

Renato também espera reforços

Paralelamente, Renato também espera a chegada de contratações para elevar o nível competitivo do plantel, especialmente por se tratar de ano de Libertadores. A diretoria já anunciou que haverá um espaço para mais R$ 4 milhões na atual folha de pagamento do Grêmio, o que abre importante margem para a chegada de reforços.

“Tem que ver direito o ano que vem se quisermos disputar títulos. Entendemos a situação do clube, não tem dinheiro para investir. Mas aí tem que parar e pensar onde o clube quer chegar. É muito fácil montar um grupo barato e todo mundo querer que o Grêmio seja campeão. Aí nem se trazer o Guardiola, nem ele vai dar jeito. Na hora do vamo ver, a qualidade faz a diferença”, comentou Portaluppi, em sua última coletiva do ano, em declaração recuperada pelo portal Globoesporte.com.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)