Presidente do Inter rebate Renato sobre reclamações de arbitragem: “Comportamento sistemático”

No sábado, treinador gremista reclamou da atuação do árbitro Roger Goulart

Publicidade

De olho em um possível Gre-Nal na final do Gauchão, Grêmio e Inter já esquentam o clima nos bastidores e nos microfones com reclamações de arbitragem. O tema voltou à pauta neste sábado, quando o treinador gremista Renato Portaluppi indicou que apenas um “grande” vem sendo prejudicado no Gauchão – no caso, o próprio tricolor. A fala foi feita depois de Caxias 1×2 Grêmio, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, pela ida da semifinal do estadual.

O Grêmio, que havia reclamado bastante da atuação de Anderson Daronco na derrota do Gre-Nal da primeira fase, desta vez se sentiu prejudicado pelo gol validado do Caxias por possível impedimento. O clube também reclamou da falta de Geromel, possivelmente inexistente, que gerou o gol contra de Du Queiroz.

A postura de Renato e do Grêmio teve repercussão no Inter e o presidente colorado Alessandro Barcellos rebateu da sua forma no começo da tarde deste domingo. Ele conversou com a imprensa antes do jogo de ida da semi contra o Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi, também em Caxias.

“A arbitragem erra, vai errar e nós reclamamos da arbitragem. Queremos uma arbitragem profissional. Não dá pra banalizar isso como se fosse todos contra um ou um contra todos. O Internacional exige com que as instituições, que organizam o Campeonato Gaúcho, fiquem atentas. O campeonato se define dentro de campo e no 11 contra 11”, afirmou Barcellos.

“Manifestamos repúdio a esse comportamento sistemático. Não se trata de não reclamar da arbitragem, mas tornar isso sistemático nos preocupa e tem que preocupar a todos que convivem no futebol”, acrescentou o atual presidente colorado.

Grêmio de Renato pega o Caxias
Renato vem fazendo críticas à arbitragem – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O que disse Renato?

Renato, na coletiva que concedeu no sábado pós-jogo, até fez elogios ao árbitro Roger Goulart. Mas indicou ter sentido prejuízo ao Grêmio em algumas das suas decisões ao longo dos 90 minutos de confronto:

“Eu não vou falar de arbitragem, quando eu falo parece que eu só reclamo de arbitragem. Eu considero ele um bom árbitro, mas todo mundo viu. O lance do gol do Caxias, vocês viram. E o VAR chamou. A gente poderia ter saído com uma vantagem maior. Dos grandes, o Grêmio é o único que está sendo prejudicado pela arbitragem. Por enquanto eu estou calado, é assunto do presidente, mas tem mais um jogo pela frente e se a gente passar pra final, aí a gente vai ver”, declarou Renato.

O goleiro gremista Caíque, que fez uma ótima partida com pelo menos três grandes defesas, também criticou a atuação do árbitro e dos seus auxiliares. Vale lembrar que o VAR já consta no Gauchão desde os jogos de quartas de final.

“Foi um jogo difícil. A gente sabe a qualidade do Caxias, mas vamos levar vantagem para casa. Complicado tomar um gol com um jogador impedido, que o VAR podia orientar da melhor forma. Teve outros lances também. Mas vencemos e agora é ter tranquilidade. Dentro de casa, queremos buscar a classificação para a final”, afirmou Caíque.

Podendo até empatar para se classificar à final, o Grêmio de Renato reencontra o Caxias na outra terça-feira, dia 26, às 21h, na Arena.

Leia mais:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul