Preocupa? Inter se posiciona sobre suposto clima de favorecimento nos bastidores ao Flamengo

Presidente Alessandro Barcellos e técnico Abel Braga tocaram no assunto em coletiva de imprensa

Publicidade

Antes de abrir a semana mais importante em muitos anos para o clube, o Inter mostrou estar atento aos “bastidores” que antecedem a partida decisiva contra o Flamengo, no domingo, às 16h, em uma final antecipada do Brasileirão – o colorado sairá campeão com qualquer vitória simples. Tanto o técnico Abel Braga como o presidente Alessandro Barcellos falaram sobre o tema em coletiva após o 2×0 fora de casa contra o Vasco.

Abel, por sua vez, garantiu que não fará nenhum tipo de pressão, mas lembrou que o gol decisivo da derrota para o Sport surgiu de forma irregular:

“Eu sei que eu tomei um gol no jogo passado que a bola saiu. Eu não vi ninguém de vocês dizer que o jogador cruzou, uns seis ou sete metros da linha de fundo, com a parte interna do pé. E a bola caiu em cima da linha. Mas eu não vou fazer pressão e não vou falar nada. Porque não adianta. Não adianta lidar com bastidores. Tenho que me preocupar com o grande adversário do lado de lá. Grandes jogadores. E trabalhar. É complicado? Óbvio, mas ninguém aqui vai ter temor. Não vai ter preparação especial. Não vamos nos envolver nisso, e a direção vai agir como sempre agiu”, declarou.

Barcellos, que não costuma dar coletivas após os jogos, quebrou o protocolo e reclamou de uma série de lances, incluindo o gol de Gabigol na vitória de 2×1 do Flamengo sobre o Corinthians que supostamente estava impedido:

“Essa partida teve elementos extracampo. Quando se tem um pênalti que não existiu e o Cuesta ganha o cartão amarelo. Quando vimos, no outro jogo, um impedimento que me pareceu claro. O Internacional quer jogar o seu futebol dentro de campo e fazer com que o resultado seja justo, para quem quer que seja. Agora é hora da onça beber água. Mas não vamos aceitar, de nenhuma maneira, interferências externas. Esse é nosso desejo”, disparou.

Suspenso, Cuesta será desfalque no Maracanã e Rodinei só poderá jogar se o clube depositar R$ 1 milhão ao Fla, que emprestou o atleta no ano passado.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)