Por que Renato citou Manchester City e Barcelona na coletiva após a vitória do Grêmio

Tricolor venceu o seu primeiro jogo no Brasileirão ao aplicar 2x0 no Athletico na Arena

Publicidade

Mais aliviado pela primeira vitória no Brasileirão, o técnico Renato Portaluppi descartou “momento conturbado” no Grêmio depois do triunfo de 2×0 sobre o Athletico, na Arena, nesta quarta-feira. Ele afirmou que tropeços são normais em uma temporada difícil como a brasileira e lembrou que o seu time não é nem o Manchester City nem o Barcelona.

“Vocês colocam o momento como conturbado. O momento do Grêmio é ótimo. Há 10 dias o Grêmio foi hepta. Entramos para história. Concordo que precisamos melhorar. Perdemos um jogo da Libertadores que não podíamos em casa, na estreia perdemos. Da noite para o dia o Grêmio é o City ou Barcelona, que não pode perder. O Grêmio não tem plantel para ser campeão do mundo. Tropeços vão acontecer. O que eu peço ao torcedor é calma”, disse Renato, em declaração recuperada pelo Globoesporte.com.

“Não é só o Grêmio que tropeça. Se a cada vez que tiver derrota a torcida pegar no pé de A, B ou C. Eu não posso ser um gênio, se bem que sou às vezes. A cada três dias, como colocar o mesmo time pra jogar? Por não ter poupado eu perdi dois ou três. O Grêmio não tem um plantel que se dá ao luxo de colocar dois times pra colocar em campo”, ampliou.

O momento de algumas críticas no time veio depois da conquista do hepta do Gauchão em cima do Juventude. Na sequência, o tricolor perdeu em casa para o Huachipato pela Libertadores por 2×0 e para o Vasco, fora, por 2×1, na estreia do Brasileirão. A próxima partida também é pelo nacional, sábado, às 18h30, na Arena, diante do Cuiabá.

Por que Renato citou Manchester City e Barcelona na coletiva após a vitória do Grêmio
Grêmio venceu o Athletico na Arena por 2×0 – Foto: Roberto Vinicius/Zona Mista

Mais falas de Renato depois de Grêmio 2×0 Athletico:

OPINIÃO DE RENATO SOBRE JP GALVÃO

É injusto a torcida pegar no pé do JP Galvão. Ele é da posição e o Diego Costa está machucado. Quando ele tem a oportunidade, e tem toda a minha confiança, ele briga o tempo todo contra esses zagueiros grandes. Se eu não botar ele quando o Diego não jogar, vou botar quando? Vai ficar só ganhando o salário? Eu gosto dele. Alguém começou a pegar no pé dele e a torcida começa a cobrar. Eu peço para a torcida dar força para o grupo todo

DODI TITULAR DE RENATO?

O Dodi treina muito bem e toda vez ele entra bem. Ele foi um dos três melhores em campo. Ele não entrou por entrar. Eu faço rodízio para botar sangue novo. Não adianta botar sempre o mesmo time. Eu tenho total confiança nele. Principalmente no meio, que é o motor do carro, a gente precisa de vitalidade. A gente faz essa rodagem e eu confio em todos eles. O Dodi jogou muito

SITUAÇÃO DE GUSTAVO MARTINS

O Gustavo Martins tem contrato com o clube. O Grêmio quer prorrogar por mais tempo. Ele recebeu a chance de jogar pelo que vem treinando no dia a dia. Não dá para jogar todos ao mesmo tempo. Por isso eu venho fazendo essas trocas. São as oportunidades que cada jogador tem. E quem entra em campo precisa mostrar serviço. Não foi só ele não, em um todo hoje a equipe esteve bem

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul