fbpx

Pedro Henrique dá entrevista sentindo dor, explica por que não tocou para Pena e lamenta placar: “Estava na mão”

Atacante fez neste domingo a sua segunda partida vestindo a camisa do Inter

Ainda não foi desta que vez que o atacante Pedro Henrique celebrou o primeiro gol com a camisa do Inter. No empate em 1×1 com o Juventude, “amargo” segundo suas próprias palavras, ele ganhou a oportunidade de entrar no segundo tempo na vaga de Alemão e, assim como já ocorrera contra o Avaí, teve uma chance de finalizar e fazer, mas não aproveitou.

Quando o colorado já vencia por 1×0 no Alfredo Jaconi, pelo Brasileirão, Pedro partiu em velocidade em uma jogada de contra-ataque e até tinha a opção de rolar para De Pena no lado oposto. Mas preferiu chutar e não acertou o alvo como queria:

“Tínhamos o resultado na mão, mas são coisas do futebol. Não pode acontecer, tínhamos que vencer. A gente conseguiu usar o tempo a nosso favor e acredito que faltou o detalhe do último lance. Fica o gosto ruim, mas é um empate importante. O Juventude tem a sua força em casa. Vamos trabalhar na semana para pegar o Corinthians em casa”, comentou o jogador, que é gaúcho de Santa Cruz do Sul.

Até pelo tom de voz desta entrevista dada na zona mista do Jaconi, Pedro Henrique demonstrava aos repórteres que estava sentindo dores. Ele revelou ter tomado uma pancada nas costelas:

“Eu estava com muita dor nas costelas, estava com limitação da dor que eu estava sentindo na hora do sprint. Por isso só consegui chegar para chutar. Mas vai entrar, faz parte. Nunca tinha tomado uma pancada na costela como hoje. Mas acho que não é nada demais não. Vamos ver amanhã”.

Em 8° lugar na tabela com 8 pontos, o Inter terá toda a semana aberta para treinos até encontrar o Corinthians, 19h, sábado, no Beira-Rio.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas