Palmeiras acompanha Flamengo e é contra a paralisação do Brasileirão: “Superar com trabalho”

Direção do time paulista se manifestou na tarde deste domingo

Publicidade

O Palmeiras, assim como o Flamengo, não quer a paralisação do Brasileirão mesmo neste momento dramático vivido no Rio Grande do Sul, que segue enfrentando as dolorosas consequências da pior enchente da sua história. Neste domingo, depois da derrota de 2×0 para o Athletico na Arena Barueri-SP, a direção do alviverde paulista se manifestou da seguinte forma:

“Será que todas aquelas pessoas que dependem do futebol seriam capazes de suportar um período de não futebol? Será que todos os trabalhadores que dependem do que está em torno do futebol seriam capazes de suportar o momento? Tivemos um exemplo recente e sabemos quanto os clubes sofrerem quando pararam. Será que a melhor forma será com a paralisação do futebol? O Palmeiras deu exemplo na pandemia e estamos sempre preocupados com o que representa o futebol para todos. Essa tragédia poderá ser superada só com muito trabalho e dedicação”, comentou Anderson Barros, diretor de futebol palmeirense, em declaração recuperada pelo Globoesporte.com.

Veja também:
1 De 5.921

“Pensarmos no futebol como um todo, fica muito claro para nós que somente o trabalho fará com que a gente supere essa situação. Não tem como. Somente com trabalho. Por isso que entendemos que não deve parar o Brasileiro. Devemos continuar, encontrar soluções”, acrescentou.

Na semana passada, a CBF adiou os jogos de todos os times gaúchos até o dia 27 de maio, mas recebeu um novo pedido das equipes do RS: o adiamento de três rodadas do Brasileirão. A entidade, porém, soltou nota oficial neste domingo sem atender esta demanda.

Palmeiras, Flamengo e São Paulo ofereceram estrutura

Nos últimos dias, em noja conjunta, Palmeiras, Flamengo e São Paulo ofereceram os seus CTs para os clubes gaúchos terem como trabalhar neste período. Inter e Grêmio, no entanto, não aceitaram sair do Rio Grande do Sul naquele momento e recusaram a oferta.

LEIA MAIS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas