O que disse Borré ao ser perguntado sobre a futura dupla com Enner Valencia no Inter

Saiba mais trechos da coletiva de Rafael Borré na tarde desta quarta-feira

Publicidade

Em entrevista coletiva concedida durante a tarde desta quarta-feira na sala de imprensa do Beira-Rio, acompanhado dos principais dirigentes do clube, o atacante Rafael Borré foi perguntado sobre a futura parceria de ataque com Enner Valencia. Para o colombiano, as características de ambos se complementam e poderão ser importantes para o coletivo da equipe.

Borré ainda lembrou duelos que teve com Enner Valencia tanto em Colômbia contra Equador como também nos tempos de futebol europeu:

“Com Enner Valencia, tive a oportunidade de enfrentá-lo tanto na Seleção como na Europa. Sei as condições dele e muitas vezes é um jogador que sai pelos lados do ataque, que se move. E isso para mim é bom, porque muitas vezes posso ficar como o 9 enquanto ele sai. Mas para mim é muito importante, não só com Enner, ter esse feeling para encontrar diferentes variantes, porque o coletivo vai ser o mais importante para o time conseguir as coisas”, disse Borré, antes de acrescentar:

“Os jogadores de maior hieraquia e muita trajetória vão ser decisivos para decidir partidas, mas o que vai ajudar a equipe é o coletivo para buscarmos os objetivos propostos”.

Quando Borré vai jogar?

A tendência é que Borré possa estar regularizado para jogar no dia 13, quarta-feira que vem, às 20h, diante do Nova Iguaçu, em partida única pela segunda fase da Copa do Brasil. Esta partida está confirmada para o Estádio Mané Garrincha, em Brasília, sendo que um eventual empate levará o jogo para os pênaltis. O colombiano, porém, não quis cravar a sua presença nesta partida e deixou a decisão a cargo da comissão técnica de Eduardo Coudet:

“Existe a ansiedade e gana de estar em campo pelo Inter, de poder começar a treinar e estar com os colegas. É importante que o corpo técnico possa decidir de boa forma. Há momentos para cada situação. O mais importante hoje em dia é o coletivo para conseguirmos nosso objetivo. É ter um pouco de calma para fazer ser especial cada situação”, disse Borré, antes de elogiar a competitividade dos times brasileiros:

“Em outras ligas, sempre predominam os mesmos times. Mas aqui no Brasil isso pode mudar. O domínio internacional dos brasileiros também está claro nas competições sul-americanas. Isso faz o jogador querer estar neste ambiente competitivo com grandes figuras. Isso fez parte da decisão de vir ao Inter”.

Rafael Borré no Inter, foto reprodução/Mundo Colorado/Inter
Rafael Borré em recepção da torcida do Inter – Foto: reprodução/Mundo Colorado/Inter

Borré estará no Beira-Rio neste sábado

Sem poder jogar a continuidade do Gauchão, Rafael Borré estará no Beira-Rio neste sábado e deverá ser “apresentado” no gramado antes ou no intervalo de Inter x São Luiz, a partir das 16h30, em jogo único válido pelas quartas de final do estadual – o colorado tem o direito do empate para passar à semifinal.

“Olá, torcida do Inter! Já estou aqui no Beira-Rio e queria convidar neste sábado para apoiarem a equipe e que me acompanhem nesta primeira experiência neste templo sagrado”, frisou o jogador, em vídeo compartilhado pelo Twitter do Inter.

Números de Rafael Borré em sua carreira

Deportivo Cali — 62 jogos / 26 gols
Villareal — 30 jogos / 4 gols
River Plate — 146 jogos / 56 gols
Eintracht Frankfurt — 92 jogos / 15 gols
Werder Bremen — 19 jogos / 4 gols

Títulos: Campeonato Colombiano, Supercopa da Colômbia, Libertadores, Copa Sul-Americana, Copa da Argentina, (duas vezes), Campeão da Liga Europa e Supercopa Argentina.

LEIA MAIS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul