Esposa de Borré agradece “loucura” da torcida do Inter e lembra gol no Grêmio: “Nunca esqueceremos”

Atacante Rafael Borré já concedeu coletiva de imprensa em seu novo clube

Publicidade

Após a coletiva de apresentação nesta tarde de Rafael Borré, a esposa do jogador, Anita Caicedo, concedeu entrevista ao jornalista Alexandre Ernst, do Vozes do Gigante, para falar da chegada a Porto Alegre e da recepção calorosa da torcida. Ela se mostrou grata aos colorados que lotaram o portão 8 do Aeroporto Salgado Filho na tarde de terça-feira:

“Foi uma loucura. Queremos agradecer aos torcedores que estiveram lá. Foi um momento mágico, daqueles que não se esquecem nunca. O amor que estão nos dando também é recebido com muito amor. Foram momentos difíceis na Alemanha, mas por fim se acabou”, afirmou.

O repórter ainda perguntou a ela sobre o famoso e polêmico gol de Borré contra o Grêmio, na Arena, em 2018, na partida de volta da semifinal da Libertadores:

“Essa noite nunca poderemos esquecer. Pois estávamos perdendo, viramos e teve gol do Rafa. Depois fomos para a final e saímos campeões. Claro que lembramos desse momento e a torcida colorada fez a gente lembrar rapidamente também. Fizeram montagens daquele jogo. Foi lindo a todos e claro que nunca esqueceremos desta noite”.

Algumas falas de Borré na coletiva de apresentação no Inter:

ÚLTIMOS MESES

Os últimos meses foram duros. Principalmente, na parte pessoal. Desde que o Inter me anunciou, era difícil estar em um lugar onde não seria igual a minha cabeça. Eu pensava no que viveria aqui, neste projeto de cinco anos. Em Bremen, eu estava emprestado e logo terminaria. O pensamento era estar no Inter. Foram meses difíceis. Sou transparente e transmiti isso aos dirigentes do Bremen. Poderia ter acontecido antes, mas aconteceu neste momento e agora posso ganhar tempo até que comecem algumas competições

PARCERIA COM ALARIO

Com Lucas Alario, tive a oportunidade de conversar. Falamos várias vezes desde a sua chegada. Compartilhamos um pouco dos treinos e jogos. Ele me falou do clube, do dia a dia e para mim isso era muito importante. Com os dirigentes, conversávamos todo o tempo analisando como fazer para vir antes. Minha cabeça estava nisso, sabendo que não seria fácil. Mas os clubes tiveram uma boa relação e tudo se terminou bem

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul