Mercado responde se afastamento de De Pena e Gabriel atrapalhou o rendimento do Inter

Zagueiro Gabriel Mercado concedeu coletiva de imprensa ao lado de Eduardo Coudet

Publicidade

O zagueiro Gabriel Mercado concedeu coletiva de imprensa depois de Inter 0x0 Real Tomayapo e reconheceu que o rendimento não tem sido o mesmo de antes, mas negou que isso possa ter a ver com os recentes afastamentos de Carlos De Pena (novo reforço do Bahia) e Gabriel (ainda sem futuro definido). Ambos, ainda no começo de março, foram colocados para treinar em separado do elenco, mesmo com contratos vigentes.

Depois do segundo empate seguido sem gols pela fase de grupos da Sul-Americana, Mercado disse estar convencido que a ideia de jogo do técnico Eduardo Coudet é a melhor para o Inter. E garantiu que o afastamento de Gabriel e De Pena tenham afetado em algo:

“O grupo treina muito forte, se dedica, há intensidade e qualidade nos nossos treinos. Apesar de uma idade avançada que tenho, estou convicto que a ideia do nosso treinador é a melhor para o Inter. De ser um time agressivo, de criar situações de gol. Essa é a ideia que o Inter precisa para ser protagonista. Não acho que essa questão foi determinante para o grupo. Não afetou”, disse o defensor, antes de acrescentar:

“Isso vão seguir falando porque a gente não ganhou. Temos que trabalhar da mesma forma e vencer os jogos. Se jogarmos como treinamos, vamos retomar o nível que estava acontecendo antes. A temporada está só começando, temos que ter equilíbrio, o ano é longo, trabalhando e acreditando na melhor forma de brigar pelos títulos”.

Coudet admite pressão no Inter

O técnico Eduardo Coudet deu a sua coletiva ao lado de Mercado e reconheceu existir “pressão” neste momento no seu trabalho no Inter:

“A minha vida toda convivi com pressão. A média do treinador aqui no Brasil é quatro, cinco meses. É uma montanha-russa de emoção. Há cinco jogos falavam que éramos o melhor time do país. Tão ruim assim eu não sou. Temos coisas para melhorar. Reconheço que estávamos jogando melhor antes. Eu assumo a pressão”, ampliou.

Pressionado e cobrado por sua torcida, o Inter volta a jogar neste sábado, em casa, 18h30, diante do Bahia, pela estreia do Brasileirão.

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas