Entenda o motivo que fez Mauricio ser o capitão do time do Inter pela primeira vez

Meia ganhou muitos elogios do técnico Eduardo Coudet depois do empate com o Atlético-GO

Mesmo vivendo uma fase inferior ao que vinha apresentando no início do ano e em 2023, Mauricio segue mantido no time titular do Inter pelo técnico Eduardo Coudet. E, dessa vez, ainda com mais moral, já que foi pela primeira vez o capitão da equipe no empate frustrante em 1×1 diante do Atlético-GO, no Beira-Rio, pelo Brasileirão, neste domingo.

Em coletiva de imprensa, Coudet foi perguntado exatamente sobre ter escolhido Mauricio como o capitão da equipe. E respondeu que era necessário “proteger” o jogador das críticas que vinha recebendo:

Veja também:
1 De 6.090

“Porque temos que o proteger. E, como já falei, temos que trabalhar para recuperar os jogadores”, opinou Coudet, antes de reforçar a importância de Mauricio:

“É um grande jogador, que ajuda muito e vem trabalhando muito bem. Hoje gerou situações de gol também. Colocamos o melhor time que poderíamos. E terminamos também. As trocas tiveram referência à parte física durante a partida. Há alguns meses, todos queriam ele. Se eu não colocava Mauricio, me matavam. Mas não gosto de apontar a ninguém. O time foi protagonista e correu igual a sempre”.

Coudet, em outro trecho da sua resposta, garantiu veementemente que Mauricio não pediu para sair do Inter visando transferência ao futebol da Europa. Há algumas semanas, a informação ganhou força na imprensa gaúcha, mas não foi confirmada pelo clube.

Mauricio e Inter reencontram algoz

Com 7 pontos em quatro rodadas, o Inter dá uma pausa no Brasileirão para pensar, agora, na ida da terceira fase da Copa do Brasil. O rival é o Juventude, responsável pela vitória nos pênaltis na semi do Gauchão. O primeiro jogo é nesta quarta-feira, 21h30, no Beira-Rio.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas