fbpx

Mano explica escolha por De Pena no banco e revela como foi trabalhar com o grupo após “greve” em treino

Confira os principais detalhes da coletiva do técnico Mano Menezes neste domingo

Satisfeito pela vitória de 2×0 diante do Bragantino fora de casa, que colocou o Inter em 7° lugar com 14 pontos no Brasileirão e deu fim à série de cinco empates no campeonato, o técnico Mano Menezes explicou aos jornalistas o porquê da ausência de Carlos De Pena entre os titulares. Na entrevista, o treinador também deu declarações a respeito da “greve” dos jogadores no treino de quarta por atraso no pagamento dos direitos de imagem.

Greve dos jogadores por salário

“Não tive muito trabalho para que se concentrassem no mais importante, que é a parte de campo. Desde quarta, quando transferimos o treinamento para a tarde. Não tive nenhum problema nos treinamentos. Os treinos foram realizados nos níveis que deveriam ser feitos. Não misturamos as coisas. Precisamos ter uma postura transparente e correta também internamente”

Carlos De Pena no banco

“Tinha condições de iniciar. Foi uma escolha minha em função do histórico do adversário como mandante. Um início sempre avassalador. Precisávamos de um jogador a mais de contenção. Pena foi contratado para ser extrema e eu o convidei para ser um médio, um volante. Fico feliz pelo reconhecimento externo, pois é sinal que acertamos. Mas o Inter não tem nenhum jogador que não possa ficar no banco. E nenhum que não possa jogar”

Relacionamento com o grupo

“Não é pela vitória que vamos mudar a análise dos fatos. Se perdêssemos, teriam histórias. Mas estamos maduros o suficiente para saber que o que fazemos tem consequências. No futebol a repercussão é grande. Disse isso aos jogadores também. Não falo uma coisa fora e outra lá dentro. E nesta hora, dentro do campo, quando o futebol fala, que a gente mostra. O episódio vai deixar o grupo mais forte. Exatamente como tem que ser nessa dura caminhada que é o futebol”

Análise do jogo

“Sem erro de arbitragem, eu sempre considero os resultados justos. Já fizemos jogos melhores do que hoje e não vencemos nessa sequência de empates. O Bragantino acertou a trave. Penso que estamos levando a vitória porque entendemos como deveríamos construir o placar. Na minha visão de futebol, o Bragantino só construiu quando erramos feio. Nos posicionamos muito bem principalmente na comparação com o jogo anterior, do Atlético-GO, que pela primeira vez na sequência a equipe se desorganizou. E iniciamos a semana para corrigir isso”

CLIQUE NAS MANCHETES ABAIXO PARA LER MAIS NOTÍCIAS SOBRE O INTER:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas