Para comentarista, Juventude e Grêmio ficaram devendo melhor futebol: “Tudo transferido para a Arena”

A grande final estadual acontecerá no sábado que vem em Porto Alegre

Em um jogo de poucas oportunidades de gol, muitas disputas e raras jogadas de qualidade, Juventude e Grêmio não conseguiram sair do 0x0 no embate de ida da grande final do Gauchão de 2024, neste sábado, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Para o comentarista Mauricio Saraiva, da RBSTV, o jogo da Arena no sábado que vem será necessariamente melhor:

“Será um jogo melhor na Arena, premissa um. O de Caxias foi menor. A bola viajou pelo alto mais do que gostam os dois treinadores. Em nome de reduzir riscos, Renato e Roger traíram parte dos princípios. Colocando-me no lugar deles, consigo entender a opção por um jogo menos interessante do que prometiam pela amostragem da fase anterior. O favorito não ampliou seu favoritismo, o desafiante não potencializou sua candidatura. Tudo transferido para a Arena”, escreveu, em sua coluna no Globoesporte.

Veja também:
1 De 6.092

Como não há saldo qualificado na final, um novo empate na Arena, com ou sem a presença de gols, levará a decisão do campeão para as penalidades máximas. O reencontro será no próximo sábado, a partir das 16h30, no estádio gremista.

Grêmio e Juventude com semanas diferentes

Enquanto o Juventude terá a semana toda para trabalhar e ajustar situações para a final, o Grêmio jogará na Bolívia na terça-feira, 21h, contra o The Strongest, pela estreia na Libertadores. O técnico Renato Portaluppi, porém, já adiantou que não levará a sua força máxima.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO GRÊMIO:

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas