Grêmio explica por que Carballo não conseguiu mostrar todo o seu futebol no primeiro ano

Volante uruguaio passou por cirurgia no púbis para se livrar de algumas dores

Publicidade

Investimento alto do Grêmio para a temporada de 2023, o volante Felipe Carballo terminou o seu primeiro ano de clube com altos e baixos e uma certeza de que ainda poderá apresentar mais em campo. O próprio tricolor, internamente, tem esse entendimento. Mas dá motivos para isso, e um deles é a adaptação ao futebol brasileiro e as dificuldades de logística e calendário.

No Uruguai, onde brilhou pelo Nacional especialmente em 2022, Carballo tinha a vantagem de os jogos serem sempre próximos, não exigindo viagens longas. Este foi um item citado pelo presidente gremista Alberto Guerra em recente entrevista ao portal GZH.

“Não é uma questão de uma cultura similar. No Uruguai, tudo é muito próximo, os principais clubes estão em Montevidéu. Agora há viagens para Fortaleza, Cuiabá, com mudança de temperatura, com jogos de mais qualidade e mais intensidade. Apesar de ele ser um cara mais quieto, não vejo esse problema. Todo mundo gosta dele, vê ele como uma atleta de alto nível e que vai seguir nos ajudando”, citou Guerra.

Carballo fez cirurgia para voltar bem ao Grêmio

Em mais de uma ocasião ao longo do ano de 2023, Carballo precisou ficar fora do time por conta de dores no púbis. Como o tratamento conservador não deu o melhor resultado, ele se submeteu a uma cirurgia nos últimas dias para a correção antes de se reapresentar ao Grêmio no começo de janeiro.

LEIA MAIS DO GRÊMIO:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)