Gramados, VAR e lesões: Grêmio admite não estar satisfeito com a disputa do Gauchão

Presidente Alberto Guerra disse ser "deficitário" jogar o estadual nos atuais moldes

Publicidade

Muito embora siga em busca do seu sétimo título seguido, o Grêmio indica não estar satisfeito com a atual disputa do Gauchão. Os fatores que levam o tricolor a criticar o campeonato são vários, como a má qualidade dos gramados dos times do interior e a ausência do VAR, algo que gerou muitas críticas dos profissionais do clube depois da derrota de 3×2 no recente Gre-Nal no Beira-Rio.

Após este clássico no último domingo, o presidente Alberto Guerra concedeu coletiva de imprensa e manifestou a sua preocupação de ter um “produto melhor” com a disputa do Gauchão. Ele afirma estar sendo “deficitário” ao Grêmio ter que jogar a competição nos atuais moldes:

“Tenho conversado com os presidentes do interior, da necessidade de ajustar os gramados, de ter a condição de ter o VAR. Acho que isso que pode ser feito, temos que nos unir pra ter um produto melhor pra vender e conseguir jogar. Tanto pro Grêmio quanto pro Inter tem sido deficitário jogar o Gauchão, seja por investimento ou por ali na frente perder um jogador por lesão que pode acontecer. Ali na frente temos que ter uma nova visão pro campeonato”, lamentou.

Em relação ao VAR, Guerra confirmou a “união” de Grêmio e Inter para que a tecnologia pudesse ser instalada em todos os jogos a partir da décima rodada – não apenas no Gre-Nal. Como a Federação Gaúcha de Futebol não deu andamento à demanda, o recurso por vídeo aos árbitros só entrará mesmo a partir das quartas de final, como desde o início indicou o regulamento.

Renato já fez desabafo

Quem também não parece muito satisfeito com tudo que vem envolvendo o Gauchão de 2024 é o técnico Renato Portaluppi. No meio da primeira fase, depois de uma vitória de 1×0 sobre o Avenida fora de casa com gol do jovem atacante Nathan Fernandes, o treinador do Grêmio demonstrou estar chegando ao seu limite:

“A FGF cobra a dupla Gre-Nal, mas aí vem para o interior e o vestiário é um horror, iluminação um horror, o campo é um horror. Não adianta contratar por 4 ou 5 milhões de euros um jogador e se machucar aqui nessa grama. Minha paciência tem limite”, disparou, na ocasião.

Gramados, VAR e lesões: Grêmio admite não estar satisfeito com a disputa do Gauchão
Renato vem fazendo críticas ao Gauchão – Foto: Roberto Vinicius/AGAFOTO/Zona Mista

Grêmio vem tendo lesões

Como citou o presidente Guerra, o elenco gremista também sofre com lesões neste começo de temporada. A mais importante delas é a do meia-atacante venezuelano Yeferson Soteldo, que despontou como grande destaque do time nos primeiros jogos de 2024. Porém, sofreu grave problema muscular em um jogo contra o Juventude, na Arena, tendo poucas chances de voltar ainda para a continuidade do estadual. Outros nomes como Cuiabano, Jhonata Robert e Nathan Fernandes – este já de volta – também tiveram lesões durante o campeonato.

Pela frente, o Grêmio tem outro compromisso pelo interior e estará em Ijuí na quarta-feira para pegar o São Luiz, a partir das 19h30, pela decisão em jogo único da Recopa Gaúcha. A tendência é que Renato escale um time misto para este confronto, que pode representar o primeiro título oficial da temporada.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO GRÊMIO:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas