Gre-Nal deixa aprendizado, e Inter mantém alerta ao grupo contra postagens nas redes sociais

Elenco colorado quer evitar euforia externa e pretende focar no "jogo a jogo" até o final

Publicidade

Muito trabalho, foco no próximo jogo e menos rede social. Este, cada vez mais, é o segredo do Inter para tentar se manter no atual 1° lugar do Brasileirão até o final do campeonato, restando seis rodadas para o fim. O tema “internet” voltou a aparecer nesta sexta, durante coletiva do lateral-esquerdo Moisés, que ressaltou os “perigos” das postagens provocativas na web nesse momento.

O pano de fundo para o assunto é a brincadeira feita por Thiago Galhardo depois da vitória de virada de 2×1, no domingo passado, contra o Grêmio. Ele abriu uma live no Instagram simulando gestos de “cheirinho”, algo que irritou inclusive o técnico rival Renato Portaluppi.

“Nosso grupo é muito bom. Nosso momento também. Abel sempre pede pés no chão e diz que não ganhamos nada ainda. Temos muitos adversários difíceis pela frente. Os mais experientes também cortam o “oba-oba” do grupo e nas postagens nas redes sociais”, declarou.

No início da semana, em entrevista concedida à RDCTV, o vice de futebol João Patrício Herrmann admitiu que um “puxão de orelha” foi dado exatamente por conta deste tema:

“Tivemos que puxar a orelha de alguns experientes pois vão muito para a internet. Contemos bastante a euforia dos jovens. Nós comemoramos, mas tudo com respeito e dentro de um limite”, comentou o dirigente.

Galhardo foi o autor da única provocação mais significativa da parte colorada pós-clássico. Ainda com lesão muscular na panturrilha esquerda, ele não atuou e torceu pela televisão de sua casa no domingo passado. E ainda deve ficar de fora neste domingo, 18h15, diante do Bragantino, no Beira-Rio. O Inter lidera com 62 pontos, quatro a mais que Flamengo e São Paulo.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)