fbpx

Empresário diz que Inter está menosprezando Wesley Moraes e critica postura de Mano: “Nunca deu bom dia ao jogador”

Centroavante de 25 anos perdeu espaço no elenco colorado e pode estar de saída do clube

A situação do centroavante Wesley Moraes no elenco do Inter começa a ficar ainda mais delicada. Terceira opção entre os jogadores da posição, o jogador não vem sendo muito aproveitado por Mano Menezes e o seu empresário Paulo Nehmy, à Rádio Bandeirantes, criticou bastante a postura do treinador, que nunca teria dado “nem bom dia” para o atleta.

O agente relembrou uma declaração recente de Mano em coletiva dizendo que planejava recuperar Wesley Moraes para torná-lo útil ao elenco:

“Quando uma pessoa da comissão técnica disse que ia recuperar o Wesley, você sabe de quem eu estou falando. Nunca disse nem bom dia pro Wesley. Na minha opinião é um menosprezo com um jogador que atuou na melhor liga do mundo. E por que só o Wesley? Tem 30 jogadores e só falam do Wesley. É pelo salário dele?”, disparou.

Neste momento, já há conversas para uma rescisão amigável do contrato que vai até dezembro por empréstimo do Aston Villa, da Inglaterra.

“Ninguém desaprende a andar de bicicleta. Ele foi titular da Premier League, pertence a um grande clube da Inglaterra, jogou na Seleção, de repente é o quarto reserva? Não tem problema físico. O único desvio que pode estar ocorrendo é a adaptação. Quem tem que descobrir isso não sou eu”, disse, antes de finalizar:

“O que o Wesley ficou triste, surpreso, foi a reação bruta da imprensa. Ele não está acostumado com isso, foi cedo para Europa. Se tiver que falar alguma coisa falem de fato a verdade, não fiquem especulando coisa”, reclamou o agente.

Wesley Moraes, de 25 anos, tem apenas dois gols marcados pelo Inter desde que chegou ao clube em janeiro. Uma lesão grave sofrida no joelho nos últimos anos de Europa prejudicou a sua sequência.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas