fbpx

Falcão deixa crítica ao futebol brasileiro, revela conversa recente com Mano e diz que segue como treinador

Paulo Roberto Falcão concedeu entrevista nesta semana à reportagem da Rádio Gre-Nal

Ídolo da história do Inter e um dos grandes nomes já produzidos pelo futebol brasileiro, Paulo Roberto Falcão deixou uma crítica ao esporte praticado no país em entrevista concedida nesta semana à Rádio Gre-Nal. Segundo ele, pelos jogos em que tem acompanhado, está faltando um pouco mais de “jogadas ensaiadas” com o objetivo de enganar o adversário e chegar mais facilmente ao gol.

“Gosto de ver as jogadas ensaiadas, não é algo que tenho visto muito no futebol brasileiro. Mas gosto e anoto no meu caderninho sempre que eu vejo”, disse Falcão, antes de relembrar o seu período como atleta profissional:

“Chegava na frente com muita facilidade por conta da minha condição física. Eu era o 5 que gostava de chegar na frente, tinha muita noção de cobertura. Tive sempre facilidade de fazer as leituras, era quase um treinador jogando”, explicou.

Falcão, apesar de toda ligação sentimental que tem, revela que não vem assistindo aos jogos do Inter com muita frequência. O ex-jogador conta ter tido uma conversa recente com Mano Menezes, mas que prioriza ver os clubes que possa vir a treinar, já que a carreira de treinador não foi finalizada.

“Tenho visto pouco o Inter. Sou amigo do Mano, falei com ele antes dele assumir. Mas tenho visto pouco, me detenho mais nos times que eu possa ser contratado. Olho bastante Série A, Série B”, explicou.

O ano de 2016 marcou a última passagem de Falcão pela casamata do Inter. Em um período curtíssimo, ele assumiu entre a saída de Argel e a volta de Celso Roth, fazendo somente cinco jogos na campanha que levou o clube ao seu até então inédito rebaixamento.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas