Empresário destaca principais virtudes e reforça “coloradismo” de Vini Mello, que poderá ser titular contra o Cuiabá

Jovem centroavante de 18 anos poderá ser o substituto de Galhardo e Yuri Alberto neste sábado

Por conta das ausências por suspensão de Yuri Alberto e Thiago Galhardo, e ainda a indisponibilidade de Paolo Guerrero, o Inter poderá ter o jovem centroavante Vini Mello, de 18 anos e criado nas categorias de base, como titular do time neste sábado, 20h, diante do Cuiabá, no Beira-Rio, pelo Brasileirão.

Para “apresentar” um pouco mais o seu atleta aos torcedores colorados, o empresário Elias Wallauer concedeu longa entrevista à Rádio Gre-Nal na manhã desta sexta para falar dos atributos do jogador – confira os principais destaques:

O “coloradismo” de Vini Mello:

“Atletas como ele, que vem desde os 10 anos de idade no clube, são mais raros. Agora é continuar trabalhando porque é só o primeiro passo. Ele nasceu em Sapucaia, mas viveu a vida toda em Novo Hamburgo. Ele chegou ao Inter aos 10 anos de idade. Quando esteve na sub-17, o Fábio Matias era o treinador da sub-20 e puxou ele”

Miguel Ángel Ramírez gostou:

“Com o destaque dele na Copa do Brasil sub-20, veio o interesse do treinador Miguel Ángel Ramírez. De lá pra cá, não desceu mais”

PIVÔ E BOLA AÉREA:

“Ele tem a bola aérea muito boa. Durante a base, ele fez muitos gols de cabeça. Ele é um exímio finalizador, embora seja canhoto, ele também fez muitos gols com a perna direita. Ele tem uma explosão muito grande e é difícil segurá-lo. Eu vejo ele com a característica mais de pivô mesmo, acho que ele se destaca mais nesse ponto”

ALEGRIA DO JOGADOR PELA OPORTUNIDADE:

“Ele está muito feliz com esse momento, ele e a família, trabalhou bastante para que isso acontecesse e agora está bem mais próximo. Tudo tem o seu tempo, se for nos próximos jogos ali na frente, se tem um período de maturação”

  • Clique aqui para entrar no grupo 7 para acompanhar as notícias do Inter.
  • Clique aqui para entrar no grupo 20 para acompanhar as notícias do Inter.