Alvo de Renato: entenda qual será a função de Jailson Macedo Freitas em Operário x Grêmio

Ex-árbitro está escalado como "assessor" na partida da Copa do Brasil nesta terça

Publicidade

Pivô de enorme polêmica envolvendo o técnico Renato Portaluppi no último sábado, na reta final de Bahia 1×0 Grêmio pelo Brasileirão, o ex-árbitro e atual diretor de arbitragem da Federação Baiana, Jailson Macedo Freitas, está mantido na escala do jogo entre o time gremista e o Operário, nesta terça, 20h, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil, no Paraná. Mas, na função de “assessor”, Jailson não terá contato direto com a delegação do tricolor gaúcho.

Isso porque o cargo de assessor não exige que ele esteja presencialmente no estádio Germano Krüger. Segundo informações do Globoesporte.com, ele acompanha a partida de sua casa como um analista de arbitragem e depois, em reunião, passa um relatório aos árbitros sobre as suas atuações e repercute lances específicos.

Justamente por conta das reclamações de Renato, a Associação Nacional de Árbitros de Futebol (ANAF), inclusive, entrou com a Notícia de Infração no STJD contra Jailson no começo desta semana – entenda todos os detalhes nesta reportagem aqui.

Os profissionais do Grêmio e torcida gremista também se irritaram com a “mudança” no site da CBF sobre a função de Jailson, que, no sábado, começou como “assessor” e depois passou para “delegado local”. Até o momento, a entidade não concedeu explicação sobre o tema.

Grêmio vai jogar pela Copa do Brasil
Renato ficou irritado com situação em Salvador – Foto: Lucas Uebel/Divulgação

O que disse Renato?

Segundo Renato, Jailson teria sido o responsável por alertar o quarto árbitro sobre xingamentos do centroavante Diego Costa, que viria a ser expulso. Por conta disso, o treinador resolveu abandonar a reta final do jogo contra o Bahia junto com os seus reservas.

“Eu tirei o time para não ser expulso e ninguém mais fosse expulso. O senhor Jailson Macedo Freitas é o diretor de arbitragem da Federação Baiana. Ele estava onde não poderia estar, do lado do quarto árbitro. O quarto árbitro não viu nada, foi ele (Jailson) que diz que viu o Diego falar alguma coisa. Ele estava num local onde nem poderia estar, e o Diego não falou absolutamente nada. Aí você quer que eu deixe meus jogadores para ser expulso, ou eu mesmo ser expulso? Aí não dá”, explicou o treinador.

Grêmio apoia Renato

Em entrevista dada à Rádio Gaúcha no começo desta semana, o presidente gremista Alberto Guerra mostrou apoio à postura adotada por Renato em Salvador:

“É importante dizer que o Grêmio não está reclamando do resultado a partir da arbitragem. O Bahia venceu merecidamente no campo, mas tem acontecimentos no jogo e nessa relação que é entre profissionais, arbitragem, quarto árbitro, que é preciso ser esclarecida. Eu vejo como muito legítima essa reação do Renato naquele episódio defendendo os interesses não só do clube como do time”, comentou o mandatário.

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas