Agora em abril ou só em julho? Direção do Grêmio detalha plano para novas contratações

Direção gremista sabe da necessidade de agregar peças ao plantel

Publicidade

A direção do Grêmio está ciente da necessidade de trazer novos reforços e ampliar as alternativas do técnico Renato Portaluppi no plantel de jogadores. Desta segunda até o dia 19 de abril, há uma mini-janela aberta para contratações de atletas que atuaram nos estaduais. Depois, de 10 de julho a 2 de setembro, ocorre a última janela de transferências do ano.

“São possibilidades que analisamos, pode acontecer. Mas não adianta trazer por trazer. Se tiver algo que possa agregar numa contratação específica ou reposição, vamos trazer. Não queremos prometer para não causar expectativa”, comentou o vice de futebol do Grêmio, Antônio Brum, em recente entrevista à Rádio Gaúcha.

Em seguida, Brum detalhou como funciona o processo de pesquisa e início de contato com cada reforço planejado para o elenco:

“Temos um “campinho”, em que listamos cinco jogadores em cada posição. Monitoramos eles constantemente. Esses nomes, conforme o desempenho, vão saindo e entrando. O monitoramento é muito maior do que cinco por posição. É feito por várias pessoas. Tomamos as decisões junto com a comissão técnica”.

Renato quer reforços no Grêmio

Em uma entrevista coletiva que foi concedida depois da vitória sobre o Brasil de Pelotas, na Arena, pelas quartas do Gauchão, Renato confirmou que seguia esperando reforços para o seu grupo:

“Eu não dou nomes. Mas se o jogador não vem eu só valorizo ele para outro clube. Falo de quem vem e quem assina contrato. Os nomes a gente deixa entre nós e a direção. Alguns conseguimos trazer e outros não. Falo dos jogadores que assinam contrato. Precisamos fortalecer o grupo. Quanto mais chegarem, independente da posição, a gente precisa. O ano é longo, com um jogo atrás do outro. Lesão, cartão. Todos aqui estão conscientes dessa necessidade”, avaliou o treinador, na ocasião.

LEIA MAIS ALGUMAS NOTÍCIAS GREMISTAS: