Erro de quem? Caíque e Rodrigo Ely se manifestam sobre lance que quase complicou o Grêmio

Grêmio quase se complicou em um lance no final da primeira etapa

Por um descuido e falta de atenção, o Grêmio ficou perto de levar um gol do Juventude no final do primeiro tempo do jogo deste sábado, no Estádio Alfredo Jaconi, pela ida da final do Gauchão, em jogo que terminou com placar zerado. Tudo ocorreu após Caíque bater um tiro de meta passando para o zagueiro Rodrigo Ely, que não estava prestando atenção.

Quando o zagueiro gremista se deu conta, a bola já estava com um jogador do Juventude e posteriormente o ataque do time da casa conseguiu finalizar, fazendo Caíque trabalhar:

Veja também:
1 De 6.087

“Foi um erro meu. Não se deve dar a bola nas costas do companheiro. Eu assumo o erro e graças a Deus não teve o gol. Totalmente culpa minha, nada do Ely. Naquele momento eu errei, mas somos um grupo e bola para frente”, admitiu Caíque.

“Eu estava falando com o bandeirinha por um lance que o Gilberto estava impedido. E o Caíque achou que eu estava olhando para ele. Mas é coisa de jogo. A gente conseguiu ir para o intervalo com 0x0 e depois conversamos no vestiário”, comentou Ely.

Técnico do Juventude elogia Caíque

Para o técnico do Juventude, Roger Machado, Caíque foi o melhor jogador em campo pelas importantes defesas que conseguiu fazer:

“Eu fico satisfeito por termos produzido no mesmo nível. Ter feito gol é a circunstância do jogo. Mas, pra mim, o goleiro gremista foi o melhor em campo. Mérito deles. Mérito de quem tem um grande goleiro, faz parte. Mas falei para os atletas que fizemos um jogo do mesmo nível dos últimos cinco que fizemos. Isso nos dá otimismo para a semana que vem. Esse grupo já provou que cresce nas adversidades”, citou.

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas