De volta ao time do Grêmio, Everton manteve rotina de treinos até fora do clube para ganhar nova chance: “Olhar para frente”

Meia Everton Cardoso atuou por cerca de 20 minutos no segundo tempo da vitória contra o Ceará

Sem jogar desde o dia 6 de junho, quando esteve em campo na vitória de 3×0 sobre o Santa Cruz na Arena pela Recopa Gaúcha, Everton voltou a campo no último domingo e ganhou cerca de 20 minutos no segundo tempo do triunfo de 2×0 diante do Ceará, também em casa, pelo Brasileirão. Entre os dois jogos, o meia passou por um período de afastamento, passou a trabalhar em separado, mas apostou até em treinos particulares para voltar a ter chances.

LEIA MAIS – Bastidores da vitória contra o Ceará mostram gringos no mate, pedido especial de Felipão e Churín motivador

“Estava há muito tempo sem jogar, praticamente 60 dias apenas com trabalhos físicos. Ainda preciso de ritmo de jogo, mas o importante foi ter voltado a atuar. Ainda mais com a vitória que conquistamos e os três pontos que serão muito importantes para o objetivo final”, disse o meia, via assessoria de imprensa, confirmando que contratou um personal para manter trabalhos físicos particulares.

Pela nova chance recebida, o jogador de 32 anos mostrou muita gratidão ao técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão:

“O trabalho complementar que fiz, além das atividades no clube, também foi importante, já que não estava treinando com grupo neste período de quase dois meses. Agradeço demais a confiança do professor Felipão, que ajudou muito para este meu retorno ao elenco e ao time. Esse fator é fundamental para o jogador. Agora é olhar para frente”, ampliou.

Everton
Contratado em 2020, Everton vai recuperando espaço no Grêmio – Foto: Divulgação/Grêmio

Na sua coletiva virtual de imprensa dada logo depois da vitória contra os cearenses, Felipão indicou que poderá dar mais chances a Everton e outros jogadores que não vinham tendo sequência:

“Alguns jogadores estamos resgatando ou dando confiança usando durante as partidas. E estão demonstrando que podem render mais do que algumas pessoas pensavam ou ainda pensam”, disse o comandante, antes de acrescentar:

“Alisson, Everton, Jhonata Robert não vinham sendo utilizados. São 45 dias de treinos, muito pouco. Mas estamos conhecendo o grupo e descobrindo como podemos fazer alternativas diferentes para o nosso time”.

Everton, de 32 anos, tem contrato até o final do ano que vem com o Grêmio e pode novamente ser escalado por Felipão na quarta-feira, 21h30, diante do Flamengo, pela volta das quartas da Copa do Brasil, no Maracanã.

  • Clique aqui para entrar no grupo 15 para acompanhar as notícias do Grêmio.
  • Clique aqui para entrar no grupo 28 para acompanhar as notícias do Grêmio.