Everton reaparece no time do Grêmio, e Felipão indica que poderá dar mais oportunidades: “Resgatando”

Meia chegou a treinar em turno inverso dos demais colegas, mas agora volta a ser opção

O time do Grêmio que venceu o Ceará por 2×0 nesta manhã de domingo terminou com uma figura até pouco tempo atrás descartada no elenco. Everton Cardoso, que chegou a treinar em turno inverso dos demais colegas, não apenas permaneceu no clube como agora, pelas palavras ditas pelo técnico Luiz Felipe Scolari, passa a ser opção real para os próximos jogos.

O experiente meia, nesta partida, ganhou poucos minutos no segundo tempo, mas, para efeito de comparação e de opções, “ganhou” a vez de entrar no jogo que poderia ser a de Campaz, que ficou só no banco.

“Alguns jogadores estamos resgatando ou dando confiança usando durante as partidas. E estão demonstrando que podem render mais do que algumas pessoas pensavam ou ainda pensam”, disse Felipão, antes de acrescentar:

“Alisson, Everton, Jhonata Robert não vinham sendo utilizados. São 45 dias de treinos, muito pouco. Mas estamos conhecendo o grupo e descobrindo como podemos fazer alternativas diferentes para o nosso time”.

Everton, de 32 anos, tem contrato até o final do ano que vem com o Grêmio e pode novamente ser escalado por Felipão na quarta-feira, 21h30, diante do Flamengo, pela volta das quartas da Copa do Brasil, no Maracanã. Neste mesmo local e contra o mesmo adversário, o Grêmio joga pelo Brasileirão às 20h30 de domingo.

Veja mais falas de Felipão em sua coletiva:

“Fiz a opção pelo Alisson por uma situação tática. Campaz fez seu trabalho normal durante toda semana. Se precisássemos ele (Campaz) teria entrado. Não aconteceu nada com o Campaz. Ele treinou, mas escolhi o Alisson por uma questão tática”
.
“Nossa parte nós vamos fazer. Vamos ao Rio para jogar futebol. O Grêmio entrará em campo, fará um jogo normal, independente se tem uma liminar, se tem público ou não tem. Isso não entra no vestiário”
.
“Se continuarmos assim, acho que conseguimos sair (da zona do rebaixamento) ali pela 11ª, 12ª rodada do returno. Mas antes disso, pela pontuação, acho difícil”
.
“Eu estava no CT, estava trabalhando. Acho que foi um episódio bobo. Nem eu e nem os jogadores comentamos. O que nós tínhamos que fazer, nós fizemos e colhemos o resultado hoje”
.
“O Grêmio viverá eternamente, eu não, mas o Grêmio sim. Então é bom ter um lugar junto dele (sobre a calçada da fama)”

  • Clique aqui para entrar no grupo 15 para acompanhar as notícias do Grêmio.
  • Clique aqui para entrar no grupo 28 para acompanhar as notícias do Grêmio.