Coudet usa exemplo de Tite e diz que precisará “tomar decisões” em breve no Inter

Técnico colorado ainda evita falar em priorizar alguma competição específica

Publicidade

O atual técnico do Flamengo, Tite, foi citado pelo comandante colorado Eduardo Coudet logo depois de Athletico 1×0 Inter, neste domingo, na Ligga Arena, na terceira rodada do primeiro turno do Brasileirão. Chacho resgatou uma recente frase do treinador rubro-negro, dizendo que em breve terá que tomar decisões e não terá como priorizar todas as competições restantes no calendário.

Para Coudet, o exemplo de Tite se aplica ainda mais ao Inter, que não tem o mesmo orçamento do Flamengo e a mesma capacidade de fazer contratações. Assim, o argentino indica que em breve também terá que elencar a prioridade entre Brasileirão, Copa do Brasil e Sul-Americana.

“Não temos prioridades, mas vamos ter que tomar decisões. Se o Tite, um técnico de primeiro nível mundial, com o maior orçamento do Brasil, disse que vai ter que tomar decisões, imagina os demais”, disse Coudet em uma das respostas da sua última coletiva.

O discurso já pode se aplicar no próximo jogo da temporada. Isso porque o Inter vai enfrentar o Delfín, no Equador, quinta-feira, às 23h, pela Sul-Americana, com grandes chances de mesclar jogadores e preservar outros. No Brasileirão, o próximo confronto é domingo, 20h, em casa, contra o Atlético-GO.

Mais falas de Coudet na última entrevista:

BOA ATUAÇÃO DO INTER

Nunca queremos perder, mas se tem uma forma de perder, assim me sinto mais aliviado. O time faz as coisas que tem que fazer. Não importa onde joga. Quer ser protagonista e jogar futebol. Acho que tivemos uma boa atuação. A parte negativa é o resultado. E não ter feito os gols nas oportunidades que tivemos. Mas geramos chances e a bola vai começar a entrar. Quando entrar, passará a ser mais fácil

FASE SEM GOLS DE BORRÉ

Acho que Borré está fazendo tudo bem. Os atacantes são assim. Depois a bola começa a entrar. Chega um momento que entra. Ele gera muitas situações para nós e para os colegas. Ele trabalha de forma formidável. Ainda não fez o gol. Todos os dias fazemos diferentes coisas, fase defensiva, ofensiva, definições. Há lances que não se explicam. Ano passado aconteceu algo parecido com Enner e depois que ele começou a fazer gol, não parou mais

ELOGIOS AO GRUPO

Sinto que o grupo está jogando da maneira que tem que jogar. Jogando assim, vamos ganhar muitos jogos. Em algum dia perderíamos. Estávamos há 16 jogos sem perder

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas