Coudet se incomoda com pergunta de repórter sobre trocas: “Para seguirmos com 11”

Técnico colorado não quis explicar detalhadamente as suas substituições

Publicidade

O técnico Eduardo Coudet não gostou de ser perguntado, depois de Cuiabá 0x1 Inter, sobre a sua decisão de trocar Enner Valencia no intervalo da partida. O autor do questionamento na coletiva de imprensa, Saimon Bianchini, ainda tentou argumentar que as questões futebolísticas cabiam ao treinador. Mas acabou recebendo uma resposta “atravessada”:

“Você quer que eu explique todas as substituições? Por que saiu Valencia e Mauricio? Porque entraram Alan Patrick e Aránguiz. Para seguirmos com 11, sim”, disparou Coudet.

Veja também:
1 De 5.995

“Eu sei a importância do Alan Patrick pra nós. A ideia é tê-lo melhor na sequência de jogos que teremos. Utilizamos dois atacantes. Vamos tentar que todos jogadores joguem. Estou feliz pelo jogadores. Vitória em um campo difícil. Aqui sempre é complicado de jogar. Vamos ter um calendário apertado. Precisamos de todo grupo com ritmo de jogo”, declarou Coudet, em outra resposta.

A partida na Arena Pantanal foi a última de Rochet, Borré e Enner Valencia, que agora saem para as preparações de suas seleções para a Copa América. Eles ficarão cerca de 40 dias fora, perdendo até 11 jogos do Inter até o retorno no meio de julho.

Antes de voltar o foco ao Brasileirão, o Inter joga a sua vida na Copa Sul-Americana e tenta ficar no 2° lugar para ir aos playoffs da competição – o 1° lugar já está assegurado nas mãos do Belgrano. Nesta terça, às 21h30, o colorado visita o Real Tomayapo, na Bolívia. Em seguida, no sábado, dia 8, às 21h30, encara o Delfín no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Mais falas de Coudet depois de Cuiabá 0x1 Inter:

RITMO IDEAL

Para ter ritmo, precisamos de quatro a cinco jogos, pelo menos. Vamos melhorando com as partidas. Hoje merecemos ganhar. Cuiabá não teve chance de gol. Falta um ajuste fino de acabamento. Temos que recordar que não estamos fora de nenhuma competição. Foi um golpe duro na Sul-Americana, mas não estamos fora

IMPORTÂNCIA DA VITÓRIA

Temos sempre a responsabilidade de ganhar. O resultado manda. Sabemos tudo que aconteceu e as dificuldades que temos. Vamos trabalhando e melhorando. Ganhar aqui em Cuiabá é sempre dificultoso. A derrota pro Belgrano doeu muito, porque é um compromisso. Nós também queremos dar alegria ao torcedor nesse momento difícil

MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas