fbpx

“Como eu queria”, diz Abel Braga sobre a possibilidade “perdida” de trabalhar com Guerrero

Centroavante não ficou pronto na parte física ainda na gestão do último treinador colorado

Além da perda do título brasileiro na última rodada, Abel Braga mantém outra lamentação quando fala de sua recente passagem pelo Inter: não ter conseguido trabalhar diretamente com Paolo Guerrero, que ainda finalizava a sua recuperação da grave lesão no joelho na gestão do experiente treinador.

Em entrevista concedida nesta quarta-feira ao jornalista Luiz Carlos Reche, da UlbraTV, Abel admitiu que teria sido um “orgulho” se pudesse ter comandado Guerrero diretamente em campo:

“O Guerrero… que orgulho que eu teria em trabalhar com esse cara. Como eu queria. Primeiro que ele me tirou um título aqui no Rio de Janeiro em um Fla-Flu. Uma falta clara que não deram. Contei pra ele e ele dava risada. Lance irregular, empurraram meu zagueiro (risos). Criei uma relação muito boa com ele. Eu iria adorar”, comentou.

Abel Braga
Abel deixou o cargo e foi substituído por Ramírez – Foto: Divulgação/Ricardo Duarte/Inter

Depois, Abel também foi perguntado se as chances de título aumentariam se contasse com Boschilia, Saravia e Moledo – os três, assim como Guerrero, romperam os ligamentos do joelho durante a campanha.

“O Boschilia vinha muito bem. Eu nunca trabalhei com ele. Vinha bem, trabalhava muito bem pra equipe. O Moledo deu uma consistência muito forte, porque, em característica, se completa com o Cuesta. E o garoto lateral (Saravia) me falaram que teve uma adaptação muito rápida. Sempre falaram muito bem dele. Não dá pra falar que se eu tivesse eles eu seria campeão. Mas é óbvio que isso tem peso”, concluiu o treinador.

Segundo a direção do Inter, Guerrero já está “apto para jogar” e poderá voltar no domingo, 16h, no Beira-Rio, contra o Ypiranga, no jogo pelo Gauchão que também vai marcar a estreia do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas