fbpx

Comentarista da Rádio Gaúcha avalia que pênalti para o Grêmio não foi bem marcado: “Movimento normal”

Grêmio abriu a sua vitória diante do Novorizontino com gol de pênalti feito por Diego Souza

Foi com um gol de pênalti de Diego Souza que o Grêmio começou a pavimentar o caminho da importante vitória de 2×0 diante do Novorizontino, na Arena, nesta terça-feira, quebrando jejum que já durava cinco jogos na Série B. Mas, para o analista de arbitragem da Rádio Gaúcha, Diori Vasconcelos, o árbitro Sávio Pereira Sampaio se equivocou no lance e acabou “ajudando” o tricolor.

Sávio foi chamado pelo VAR para conferir um toque no braço de Rodolfo Filemon a partir de uma tentativa do zagueiro Pedro Geromel dentro da área.

“Respeito a decisão da arbitragem e reconheço que as alterações mais recentes na regra colocam alto grau de subjetividade em lances de mão na bola e bola na mão (…) O defensor do Novorizontino está posicionado atrás de Geromel e faz um movimento normal de quem está cercando o adversário. Ele não faz qualquer ação antecipada para bloquear o adversário. Além disso, acrescento que o chute de Geromel também causa um fator surpresa e a bola está muito perto do adversário”, escreveu Diori no site GZH, antes de ampliar:

“Em uma tentativa de simplificar eu diria que o pênalti deve ser marcado quando a ação corporal e o movimento do braço do jogador não são coerentes durante a disputa. Ou seja, o jogador se projeta para bloquear e amplia o corpo com um movimento exagerado projetando o braço”.

Com o placar em vantagem na virada para o intervalo, o Grêmio fez um segundo tempo bem seguro e marcou de novo com Janderson, garantindo o 2×0. O tricolor agora é o 5° colocado com 17 pontos e visita o Sport, segunda-feira, fora de casa, às 20h.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Grêmio:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas