Comentarista critica “ameaça” feita por Renato depois da derrota do Grêmio para o Athletico

Treinador mais uma vez se mostrou incomodado com as críticas que recebe da imprensa

Em coluna para o seu espaço em GZH, o comentarista identificado com o Grêmio, Cesar Cidade Dias, lamentou a postura do técnico Renato Portaluppi na sua última coletiva ao “ameaçar” dar nomes de alguns dos seus críticos. Na visão do comunicador, um treinador de um clube como o Grêmio não deveria “ter espaço” para tal ato:

“O técnico do Grêmio criou uma espécie de data para expor alguém (ou alguns) ao contexto da torcida em um tom de agredir. Confesso que fico com medo após cada manifestação nesta linha. Um treinador do Grêmio não deveria ter, dentro do ambiente oficial do clube, espaço para ameaçar. Além disso, utilizando uma massa que o idolatra”, escreveu Cidade Dias.

Veja também:
1 De 6.125

“Não consigo encontrar algum argumento, nesta linha, que eu consiga defender. A camisa do Grêmio tem muitos poderes, mas o uso dela, necessariamente, precisa ser para construir. Não se pode usar o clube, ou sua multidão de fãs, para ameaçar, por mais individual que possa ser essa conduta. E o atual Grêmio parece se prestar a isso. Uma instituição centenária não deveria aceitar um profissional usar a paixão dos seus seguidores para ameaçar. O mérito, correto ou não, fica diminuído a partir da repercussão”, acrescentou.

O que disse Renato

A tal “ameaça” de Renato foi feita nas seguintes palavras no final de uma das suas respostas da coletiva após Grêmio 1×2 Athletico, na quarta, pelo Brasileirão:

“Tem alguns que gostam de ver umas derrotas do Grêmio. Uns de vocês gostam. Daqui a pouco vou dar cinco minutos de fama para uns dois ou três. No tempo certo, fiquem tranquilos. Vou começar a dar os nomes e aí vamos ver”, disparou.

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas