fbpx

Batismo dos colegas, gargalhada com o idioma e diferença nos treinos: o começo de Yuri Alberto com a camisa do Zenit

Jovem centroavante colorado representou a maior venda de toda a história do Inter

Maior negociação em valores totais da história do Inter, Yuri Alberto vai se ambientando ao Zenit e passando pelos “batismos” naturais de todas as chegadas a novo clube. Logo no primeiro dia de trabalho no gramado, o ex-colorado foi “batizado” no chamado “corredor polonês” com alguns tapas e sopapos de colegas:

Um outro momento divertido da chegada do brasileiro ao time russo foi a falta de entendimento de um termo na entrevista dada à TV do novo clube. Yuri demorou a entender que o tradutor se referia a signos e horóscopo:

Goleador do Inter em 2019, Yuri, também às mídias oficiais do Zenit, falou da diferença que sentiu nos treinos e do desejo de vestir a camisa 9:

“Espero me adaptar o mais rápido possível. Já pude sentir algumas diferenças tanto na intensidade quanto no formato do treino. Mas espero que eu possa me acostumar com isso. O mais importante é me acostumar com o russo para entender melhor os novos companheiros”
.
“Estou muito feliz e motivado por este novo desafio. Sou grato a Deus por estar aqui. Estou feliz e ansioso para começar. Qualquer jogador brasileiro sonha em tentar a sorte na Europa, sou grato a Deus pela minha carreira no Internacional e agora tenho um novo objetivo, um novo desafio”
.
“No Internacional eu jogava com o onze, mas meu ídolo é o Lewandowski, então gostaria muito de ficar com a camisa nove” 

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas