Barcellos impõe condição para participar de debates com Melo e diz que alguns canais fazem “campanha”

Alessandro Barcellos, atual presidente do Inter, é candidato para se reeleger no clube

Publicidade

Faltando uma semana para a eleição presidencial do Inter, Alessandro Barcellos e Roberto Melo ainda não fizeram nenhum debate presencial e o conflito de agendas, segundo o atual mandatário, é um dos quesitos que dificulta a situação. Em coletiva neste sábado, Barcellos lembrou que está desde a última semana acompanhando o time nos jogos fora de casa – primeiro na vitória de 2×0 sobre o Cuiabá e agora para o jogo contra o Corinthians.

Mas, para além da questão da agenda, Barcellos só promete participar de debates em canais e emissoras que sejam “imparciais” e isentos. Ele afirma desde já que não debaterá com Melo em algum veículo que esteja indicando apoio ao adversário:

“Acho importante o debate, sim. Mas temos a responsabilidade até quarta-feira de fazer esses dois jogos e vocês são testemunhas que estou acompanhando a equipe fora de casa desde a semana passada. Vou retornar amanhã pela madrugada. Nós estamos tentando ver como a gente organiza isso. A participação nos programas tem sido uma constante nossa e vai ser ainda mais a partir de quarta. Independente de debate ou não, pra nós não tem problema, mas participarei de debates em canais e emissoras que sejam imparciais”, comentou Barcellos, antes de ampliar:

“A gente já viu que alguns têm posicionamento sobre as eleições e estão fazendo campanha para um candidato. Essas emissoras a gente vai evitar, porque não queremos um terreno hostil. O espaço de debate precisa ser isento, de produção de ideias e não de exposição do clube. Essa é uma preocupação de quem está na gestão. Vamos tratar melhor disso durante a semana para ver se a gente consegue, pelo menos, fazer um ou dois debates”.

Inter
Roberto Melo desafia Alessandro Barcellos no pleito do Inter – Foto: Reprodução/YouTube

Barcellos teve reuniões com Maggi

Enquanto Melo aposta nos investimentos do empresário Delcir Sonda, Barcellos estreita a sua relação com o também empresário Elusmar Maggi, conhecido como o “homem da soja” e que, no Brasileirão de 2020, pagou R$ 1 milhão para Rodinei poder jogar contra o Flamengo. Na recente passagem do Inter para o duelo contra o Cuiabá, o atual mandatário teve reuniões com o investidor para detalhar planos para o clube em caso da sua reeleição no dia 9.

SAIBA MAIS DO INTER:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)