Baldasso manda Mauro Cezar “longe” após jornalista usar áudio de Paixão para comparar Inter com clube inglês: “Antes que eu esqueça”

Mauro Cezar Pereira indicou existir muita superioridade do Flamengo na comparação com o Inter

Tendo como pano de fundo o polêmico áudio vazado de Paulo Paixão, o comentarista Mauro Cezar Pereira, em podcast com os jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi, sugeriu que a diferença de qualidade de elenco entre Flamengo e Inter seja a mesma de Liverpool e Burnley, da Inglaterra. O comentário, que você confere abaixo, desagradou o comunicador colorado Fabiano Baldasso.

“Você imagina o seguinte. Vamos pra Inglaterra. Pega o Liverpool jogando contra o Burnley. Aí o preparador físico do Burnley chega e manda um áudio: “Pô, é f… o Klopp olha pro banco e tem Firmino, Diogo Jota”. Mas é o Liverpool, pô”, destacou Mauro Cezar.

Mauro, em coluna no UOL, também tratou do assunto e entendeu que Paixão demonstrou um certo desconhecimento do clube:

“Além da maneira como se referiu aos atletas do próprio clube, Paulo Paixão demonstrou completo e total desconhecimento da realidade colorada, do trabalho que a diretoria que o mantinha sob contrato pretende realizar e já começou a fazê-lo. Paixão criticou a qualidade do elenco do Inter. Ok. Mas qual a sugestão para reforçá-lo? De onde viria o dinheiro para grandes contratações? Profissionais do futebol precisam entender a realidade de cada clube. Se o preparador físico assistisse essas três entrevistas, talvez compreendesse o que se passa no clube onde até segunda-feira trabalhava. Ou, caso discordasse, poderia ter se demitido há mais tempo”, avaliou.

O que falou Paixão?

Outra dificuldade: o Diego (Aguirre) olha para trás no banco e é só garoto. O Boschilia, que é enganador, que não é mais garoto, o resto é tudo garoto. Entendeu? O time vai ter que contratar. Se quiser fazer alguma coisa para o ano que vem, vai ter que contratar. Trocar algumas peças aí, umas peças que já estão em tempo de clube há muito tempo. Faz uma permuta. Patrick com não sei quem. Dourado com não sei quem. Cuesta, entendeu? Tem que fazer, compadre. Tem que renovar. Vestiário, entendeu? É muito tempo ali. Enfim, é difícil, meu compadre. Treinador olha para trás assim, aí o Renato olha para trás e, caramba, Arrascaeta, não sei quem, não sei quem. Esse entendimento nós temos. É fundamental esse papo de roda. Ele vai ajudando acima de tudo. Temos conversado com o presidente tudo isso. Não dá para olhar para trás e fazer o que? Vamos ver“.

Ouça:

Receba as notícias do Inter em primeira mão: