fbpx

Além de Michael, Renato tentou levar outros três jogadores do Flamengo no seu período no Grêmio

Hoje adversário, treinador do Flamengo tentou levar nomes de porte para o Grêmio em sua gestão

Hoje adversário do Grêmio, o técnico rubro-negro Renato Portaluppi relembrou no último domingo que tentou levar Michael para o tricolor durante a sua gestão no clube. A declaração foi dada depois que o atacante roubou a cena na vitória de 3×1 sobre o Palmeiras, em São Paulo, com direito a dois gols marcados.

“Fico contente, é um jogador pelo qual eu torço bastante, já tinha pedido ele lá no Grêmio e agora o encontrei aqui no Flamengo. Ele tem nos ajudado bastante, tem feito gols”, disse Renato no último final de semana.

Michael surgiu com bastante destaque no Goiás, em 2019, sendo vendido ao Fla por 7,5 milhões de euros (R$ 35 milhões na cotação do início de 2020) em três parcelas de 2,5 milhões de euros.

Mas, como lembrou o Globoesporte.com, este não foi o único nome do atual Flamengo que Renato tentou levar para o Grêmio durante os seus quase cinco anos de clube, que começaram em setembro de 2016 e terminaram em abril de 2021.

Pedro, Gabigol e Rodrigo Caio estiveram na mira do Grêmio de Renato

O centroavante Pedro, quando estava para voltar ao Brasil ainda defendendo a Fiorentina, da Itália, chegou a ser consultado pelo Grêmio, que esbarrou nos valores altos da negociação. O atleta era da admiração de Renato desde os tempos de Fluminense.

O mesmo valeu para Gabigol, atual titular e goleador do Flamengo, que foi “convidado” por Renato para jogar no Grêmio depois de um empate sem gols com o Santos, no Pacaembu, em 2018. Mas, no ano seguinte, o centroavante já se encontrava no Fla.

Quem fecha a lista é o zagueiro Rodrigo Caio, que, também em 2018, em meio ao litígio vivido com o São Paulo, chegou a ser debatido no Grêmio. Na época, até o Barcelona foi apontado como possível destino do zagueiro.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas