Alan Patrick lamenta pouco tempo ao lado de Taison em seu retorno ao Inter: “Foi uma pena”

Ambos são amigos e jogaram juntos também no futebol da Ucrânia

Publicidade

Uma das lamentações que Alan Patrick tem desde a sua volta ao Inter é ter tido pouco tempo ao lado do amigo Taison. O atual camisa 10 voltou em 2022, quando o parceiro seguia no clube, mas já sem o mesmo protagonismo no time. Alan entende que a saída de Taison foi “um baque” quando se tornou oficial:

“A saída dele foi um baque. Ele acabou perdendo espaço no ano passado e entrava às vezes. O Taison vinha jogando na meia e por opção do Mano a gente jogou pouco junto. Daqui a pouco, ele entendia que o Taison tinha que atuar centralizado e sempre que ele entrava eu saía. Foi uma pena”, disse Alan Patrick, em entrevista ao jornalista Duda Garbi.

Veja também:
1 De 6.003

“Eu falava com ele que era uma pena, que podíamos ter desfrutado mais aqui, mas são coisas do futebol. Ele é coloradaço, acompanha de lá e às vezes a gente faz umas ligações para ele. Mantenho contato e ele está sempre antenado no Inter. Ele tem uma ligação forte com o clube e isso é algo que sem dúvida pode acontecer um dia”, ampliou, sobre uma possível volta do amigo.

Sem mais espaço no elenco do Inter, Taison deixou o clube no começo de 2023 rumo ao PAOK, da Grécia, onde permanece até agora.

A entrevista de Alan Patrick:

Leia mais do Inter:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas