Vitão diz amar o Inter, mas não garante permanência no clube: “Futebol é dinâmico”

Zagueiro nega ter pré-contrato já assinado para permanecer no Beira-Rio

Publicidade

Titular do Inter na frustrante derrota de 2×1 de virada para o Belgrano, na Arena Barueri, pela fase de grupos da Copa Sul-Americana, o zagueiro Vitão foi perguntado sobre o seu futuro em coletiva de imprensa pós-jogo. E, embora afirme que tem “amor” pelo clube gaúcho, ele não cravou a sua continuidade no Beira-Rio depois do meio do ano.

Vitão chegou ao Inter no começo de 2022 e se manteve desde então por conta de uma normativa da Fifa, que permitiu aos atletas suspenderem os seus contratos com clubes russos e ucranianos unilateralmente por conta da guerra. O zagueiro está em fim de vínculo com o Shakthar Donetsk, da Ucrânia, mas nega já ter assinado pré-contrato para seguir no Inter:

Veja também:
1 De 6.008

“Todo mundo sabe o quanto eu amo esse clube, o quanto tenho a vontade de permanecer. Se chegar o momento de sair, eu quero sair de porta aberta. Se tiver que ficar, fico muito feliz. Todo mundo sabe o quanto eu sou feliz aqui, o quanto eu gosto de estar aqui. Nem eu consigo te responder sobre o futuro. Futebol é dinâmico, vejo as notícias, mas não sei o que está passando”, declarou Vitão nesta terça.

Com mais de 100 jogos pelo Inter, Vitão é visto como um jogador de potencial futuro e de possível revenda logo ali na frente. Também por conta disso, a direção tem o desejo de firmar um contrato longo com o atleta. As outras opções da zaga são Mercado, Robert Renan, Igor Gomes e também Fernando e Hugo Mallo, que já atuaram improvisados no setor.

Vitão pede desculpas pelo resultado

Sobre a derrota para os argentinos, que complicou de vez a situação do Inter na Sul-Americana, Vitão fez questão de pedir desculpas, principalmente aos torcedores que foram apoiar o time na Arena Barueri, em São Paulo, distante do Beira-Rio.

“Nos desculpar com a torcida por esse resultado. A alegria que poderíamos dar a eles era a vitória. Tentamos, mas não conseguimos. Agradecemos pela presença deles e temos que tentar vencer os próximos”, declarou o zagueiro depois da derrota.

Outras falas de jogadores além de Vitão:

Alan Patrick:Foram três minutos que a nossa equipe se desestabilizou e levamos dois gols. Antes tínhamos o controle da partida, fizemos 1×0 com autoridade. Faltou esse entendimento de que estava no fim do primeiro tempo. Serve de lição. Temos que seguir trabalhando e tentar buscar duas vitórias pela classificação. Ficamos muito tempo sem jogar. Um tempo de incerteza, sofrendo junto com o nosso povo. Tivemos que retomar durante esse período e sabíamos que não teria tempo para sofrer parado. Voltamos. A gente treinou forte na intertemporada, mas a cada jogo a gente vai melhorar nossa performance física. Não vejo outro caminho a não ser continuar trabalhando forte

Renê: “Ali no finalzinho do primeiro tempo nós conversamos para ficar um pouco com a bola, pois tínhamos dado uma abafada. Nessa posse de bola ali atrás, acabei me desentendendo com o Fernando. Achei que ele faria um movimento e não fez. Dei o passe errado que resultou no gol. Logo em seguida saímos um pouco rápido e ficamos expostos. Em três minutos, estragamos o nosso ótimo primeiro tempo”

MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas