Vina visita concentração do Grêmio e indica arrependimento de ter saído do clube: “Carinho enorme”

Meia-atacante deixou o clube no meio da temporada passada rumo à Arábia Saudita

Publicidade

A delegação do Grêmio recebeu uma visita especial nesta sexta-feira, em Curitiba-PR, com a presença do meia-atacante Vina, hoje jogador do Al-Hazm, da Arábia Saudita, com quem mantém mais um ano de contrato. Ele, à Rádio Imortal, falou de todo o carinho que segue tendo pelo tricolor e indicou ter um certo arrependimento por ter saído no meio do ano passado.

“É complicado, mas certamente hoje, agradecendo a Deus pela oportunidade de ter vivenciado tudo lá fora, tem um pouco de arrependimento de ter saído de um p… clube com o Grêmio. Tem torcida, tem estrutura, tem um grupo fenomenal e um dos melhores técnicos que eu já trabalhei. Ele não é bom só em chegar no campo e saber a estratégia. É também saber lidar com o grupo. Não sou o primeiro nem serei o último a falar bem do Renato. É um paizão realmente”, disse.

Veja também:
1 De 6.005

Vina, hoje com 33 anos, não descarta futuramente voltar ao Grêmio caso exista, da parte do clube, algum tipo de novo interesse. Antes de chegar ao tricolor no ano passado, ele vinha defendendo as cores do Ceará.

“Eu tenho mais um ano de contrato lá. Óbvio, foi um sonho ter ido jogar fora, mas a gente sabe como as coisas acontecem no futebol. Daqui a pouco abre a janela. Vamos esperar. Certamente, o Grêmio é um clube que eu tenho carinho enorme e se tiver a possibilidade de voltar, ou se não tiver, o meu carinho segue gigantesco. Tanto que eu vim na concentração visitar a galera porque foram momentos muito bons. Mesmo que tenha sido pouco tempo, foi fudamental para o meu crescimento”, finalizou.

As falas de Vina sobre o Grêmio:

LEIA MAIS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas