VAR no Gre-Nal 441: Grêmio e Inter fazem pedido à FGF e aguardam aprovação

Grêmio e Inter buscam possibilidade de uso do árbitro de vídeo no Gre-Nal 441

Publicidade

A pergunta que não quer calar: vai ter VAR no Gre-Nal 441? O apito nem sequer foi dado e o clássico do próximo fim de semana já tem o que falar. Na quinta-feira (22), Grêmio e Inter concordaram em utilizar o VAR no confronto do próximo final de semana. O intuito é que a partida possa contar com a tecnologia lançada no Campeonato Pernambucano de 2017 entre Salgueiro e Sport.

Solicitado por Alberto Guerra, presidente do Grêmio, e Alessandro Barcellos, presidente do Inter, o consenso é de que o clássico Gre-Nal 441, marcado para as 18h de domingo no Beira-Rio, precisa contar com o auxílio da tecnologia. Agora, a decisão caberá à FGF em conjunto com os demais clubes.

O pedido da direção de ambos os clubes é que, na décima rodada do Campeonato Gaúcho, apenas o clássico Gre-Nal 441 possa ter a tecnologia do VAR. Contudo, a expectativa é que a partir disso o recurso esteja presente em todas as partidas daqui para frente. A principal discussão estaria relacionada à capacidade técnica e estrutural para operação.

“Estamos solicitando a possibilidade de análise e aguardando a aprovação dos demais clubes. Já conversamos com a Federação (Gaúcha) e vamos verificar se é possível. (sobre a utilização do VAR no Grenal)”, disse Alessandro Barcellos em contato à rádio Grenal, na manhã desta sexta-feira

“O Grêmio queria o VAR desde o início, e agora, juntamente com o Inter, que também é favor, está fazendo o pedido para que o VAR seja utilizado a partir da 10ª rodada. O Grêmio protocolou um ofício junto com o Inter” disse Antônio Brum, vice-presidente de futebol do Grêmio, também à Rádio Grenal.

A discussão na esfera pública, todavia, não deve culminar, neste momento, em resoluções definitivas. É válido ressaltar que nos bastidores o requerimento é considerado como desafiador de ser implementado atualmente. Cabe salientar que Grêmio, Inter e Juventude manifestaram apoio ao uso do VAR em todos os jogos do Campeonato Gaúcho de 2024.

Pedido de Grêmio e Inter em ter o VAR alteraria o regulamento

No encontro preparatório organizado pela Federação Gaúcha de Futebol antes do início do Gauchão, em uma reunião com a participação das equipes, ficou estabelecido que nenhum confronto da etapa inicial contaria com a presença do árbitro de vídeo. Isso incluiu até mesmo o clássico Gre-Nal, como medida para garantir a igualdade técnica no torneio.

Gauchão, VAR, Grêmio e Inter
Evento ocorreu no auditório da FGF | Foto: Vinicio Martins / FGF

Na reunião técnica, os times concordaram em não utilizar o VAR na etapa inicial do campeonato. Segundo o presidente da FGF, Luciano Hocsmann, essa escolha foi feita para evitar qualquer desequilíbrio técnico na competição.

“Os clubes decidiram no conselho técnico que não queriam VAR na primeira fase. Mencionamos que, diante dessa decisão, não haveria exceção, pois geraria desequilíbrio técnico na competição”, explicou Luciano Hocsmann, presidente da FGF.

“O uso da tecnologia de VAR será utilizado a partir da 2ª (segunda) fase da Competição (quartas de finais) até as partidas finais da 4ª (quarta) fase”, diz o artigo 34º do regulamento.

Caso a federação concorde, é imprescindível ressaltar que o regulamento sofreria modificações. Antes do início do torneio, ficou definido que a utilização da tecnologia não seria permitida na etapa inicial.

Nos anos passados, as regras possibilitavam a utilização do VAR nos jogos da primeira fase, desde que os times assumissem os gastos com a implementação da tecnologia. Em 2024, caso a Federação Gaúcha de Futebol negar o pedido de Alberto Guerra e Alessandro Barcellos, os juízes contarão com o apoio do monitor somente a partir das quartas de final do Gauchão.

Veja mais notícias de Grêmio e Inter: