Torcida do Botafogo esquenta clima em protesto antes de jogo com o Grêmio: “Ganhar é obrigação”

Time carioca ainda lidera o Brasileirão, mas vem em uma sequência negativa

A quarta-feira do Botafogo foi agitada e quente com o protesto de torcedores em frente ao CT do clube no Rio de Janeiro. Apesar de pacífico, sem registro de violência, a manifestação foi em tom de cobrança aos atletas do clube carioca, que vem de tropeços em sequência e corre o risco de perder a liderança do Brasileirão neste meio de semana.

“Se não ganhar a porrada vai comer”, “vamos correr” e “não é mole, não, o Brasileiro virou obrigação”, foram alguns dos gritos dos torcedores. O ex-zagueiro e atual auxiliar, Joel Carli, além do capitão Marçal, pararam para conversar com os botafoguenses.

Veja também:
1 De 6.125

https://twitter.com/tinojunior/status/1722272055780085978

Ainda líder do Brasileirão com 59 pontos, o Botafogo vem de uma frustrante derrota de 1×0 para o rival Vasco da Gama na segunda-feira. Neste jogo, o time treinado pelo ex-meia Lúcio Flávio ainda perdeu o centroavante Tiquinho Soares suspenso pelo terceiro amarelo – ele, por consequência, não joga contra o Grêmio nesta quinta.

Grêmio encerra preparação para pegar o botafogo

Com mistério na escalação, o Grêmio encerrou a sua preparação e viajou durante a quarta-feira para o Rio de Janeiro. Embalado pelas quatro vitórias consecutivas – Flamengo, América-MG, Coritiba e Bahia -, o time gaúcho tem 56 pontos no 4° lugar e igualará a pontuação do Botafogo em caso de vitória no jogo de São Januário nesta quinta.

Uma possível escalação montada pelo técnico Renato Portaluppi tem: Gabriel Grando; João Pedro, Bruno Uvini (Besozzi ou Galdino), Bruno Alves, Kannemann e Reinaldo; Villasanti, Carballo e Cristaldo; João Pedro Galvão e Suárez.

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas