Súmula do árbitro cita gesto polêmico de Renato em expulsão contra o Santos na Vila

Treinador do Grêmio não estará na casamata na partida diante do Cruzeiro

Publicidade

O árbitro Paulo César Zanovelli não pensou duas vezes antes de expulsar o técnico Renato Portaluppi, que se irritou na reta final da derrota de virada do Grêmio por 2×1 para o Santos, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão. Em súmula, o juiz deu detalhes da postura do treinador gremista, que será desfalque na beira de campo no jogo contra o Cruzeiro, domingo, 16h, na Arena.

Zanovelli relatou que Renato, irritado por uma falta dada de Reinaldo na beira de campo, fez gestos com a mão indicando “roubo”:

“Fui informado pelo quarto árbitro da partida que, após a expulsão do atleta Reinaldo, o técnico Renato Portaluppi se dirigiu ao referido quarto árbitro proferindo as seguintes palavras ”Vocês precisam ir ver o VAR, estou cansado de ser roubado”, fazendo simultaneamente o gesto com as mãos (mão aberta, polegar no centro da mão fechando os outros dedos), sinal conhecido como roubo”, diz a súmula.

Renato admitiu que errou

Em sua coletiva, Renato manteve a opinião de que não foi falta de Reinaldo no lance da expulsão do lateral-esquerdo, mas admitiu que passou do ponto na reclamação:

“Eu fui expulso porque mereci ser expulso. Mas eu fui cobrar do 4° árbitro que nem tinha sido falta do Reinaldo. Ele deu segundo amarelo e o bandeirinha que estava na frente não auxiliou. Eu vi o lance no vestiário e nem falta foi. Mas não estou desculpas não. Na pior das hipóteses, era falta sem cartão amarelo. Falei para o 4° árbitro que estava cansado de ser roubado. Errei. Não deveria ter dito nada disso”, explicou.

Leia mais sobre o Grêmio:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)