Súmula de Raphael Claus explica expulsão de Rodinei; Tinga, pivô de erro em 2005, faz críticas

Lateral-direito colorado foi expulso ainda quando Flamengo e Inter empatavam em 1x1

Por “jogo brusco grave” e “risco à integridade física” de Filipe Luís, o árbitro Raphael Claus justificou a expulsão do lateral-direito colorado Rodinei no segundo tempo da partida deste domingo, no Maracanã, quando Flamengo e Inter ainda empatavam em 1×1 – com um a mais, os cariocas venceram por 2×1 e tomaram a liderança.

“For culpado de jogo brusco grave – Expulsei o sr. rodinei marcelo de almeida, nº 22, da equipe do s.c. internacional, por jogo brusco grave, atingindo com as travas da chuteira a perna de seu adversário sr. filipe luis kasmirski, nº 16, da equipe c.r. flamengo, acima da linha do tornozelo na disputa de bola, torcendo o tornozelo e colocando em risco a integridade física de seu adversário”, disse Claus em sua súmula.

Reveja o lance:

Paulo César Tinga, expulso em 2005 contra o Corinthians no lance de pênalti não dado por Márcio Rezende de Freitas, utilizou as suas redes sociais neste domingo para criticar a decisão de Claus:

“Pô, expulsão totalmente injusta aí no Rodinei. Né? Assim como o gol também, ali do Pedro, todo mundo viu que foi. Mas a gente sabe que o que desequilibrou o jogo foi a expulsão. Flamengo tem mérito, é um dos melhores times, se não o melhor time tecnicamente aí do Brasil, da América. Mas o jogo estava equilibrado e fez uma diferença absurda a expulsão do Rodinei”, disse Tinga no início do vídeo.

Agora em 2°, o Inter só será campeão na quinta-feira se vencer o Corinthians em casa e o Flamengo empatar ou perder para o São Paulo. Os dois jogos ocorrem a partir das 21h30.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies