Abel cutuca presença de dirigentes do Flamengo na arquibancada e questiona Brasileirão: “Muita coisa estranha”

Confira mais detalhes da coletiva de imprensa do treinador colorado durante este domingo

O acúmulo de dirigentes do Flamengo no Maracanã neste domingo causou incômodo no Inter, que se sentiu pressionado e entendeu que a arbitragem também foi “vítima” da inesperada presença. E, assim como o vice de futebol João Patrício Herrmann, o técnico Abel Braga também condenou a situação.

“Eu pensei que havia sido vendido ingresso (para o Maracanã). Tinha um movimento bastante atípico aqui”, disse o treinador de forma irônica.

Abel não concordou com a expulsão de Rodinei quando o jogo estava em 1×1, no início do segundo tempo. E também outros lances recentes polêmicos envolvendo o Inter:

“Hoje (a derrota) foi um pouco atípica. Jogar um tempo com um a menos contra o Flamengo é complicado, mas a do Sport teve as mesmas características. Contra o Sport foi justa a expulsão, mas hoje não”, disse, antes de ampliar:

“No gol do Sport, se a bola voltou como bateu na linha, ela saiu. Contra o Vasco teve aquele pênalti simplesmente lamentável. Nos tirou o Cuesta por amarelo. Tem muita coisa estranha. As imagens vão pra lá (CBF) amanhã. É o mesmo árbitro com critérios diferentes”.

Para ser campeão nacional, a conta é simples para o Inter: precisa vencer o Corinthians em casa na quinta-feira e torcer para que o Flamengo não vença o São Paulo fora. Ambos os jogos ocorrem às 21h30.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies