Jornalista revela salário oferecido pelo Grêmio para ter Gabigol; Renato não confirma

Centroavante está com futuro incerto no Flamengo e não jogou contra o Cruzeiro

Em busca de reforços para a continuidade da temporada, já que o calendário segue cheio com Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil, o Grêmio mira jogadores para o setor de ataque e trabalha, em sigilo, com diferentes nomes. Segundo o repórter Juan Pablo Méndez, do Diário Olé, da Argentina, um desses nomes é, sim, Gabigol, que tem futuro incerto no Flamengo.

Em publicação feita nas redes sociais, este mesmo jornalista assegurou que o Grêmio está oferecendo um contrato de R$ 1,8 milhão de salário por mês para ter Gabigol. O Palmeiras seria o principal concorrente, enquanto Cruzeiro e Santos também manifestam interesse.

Veja também:
1 De 6.100

“Atualizo informação: o Grêmio ofereceu 1.800.000 reais por mês ao Gabigol (de acordo com a produtividade). O clube está otimista, mas o Palmeiras também quer o jogador”, afirmou Juan Pablo Méndez, no Twitter, durante o último domingo.

O que diz Renato sobre Gabigol?

Com Gabigol, o técnico gremista Renato Portaluppi mantém ótima relação desde a temporada de 2021, quando o dirigiu no próprio Flamengo. O treinador, porém, avaliou neste domingo que se trata de um jogador “distante” do Grêmio no ponto de vista financeiro:

“A janela está aí e eu tenho conversado bastante com a diretoria. Trocamos ideias. Precisamos trazer reforços e vamos trazer. Todo dia a gente escuta um nome aqui, outro ali, mas da nossa boca não sai nada. Os nomes que saem é por conta da imprensa. Eu só falo do jogador quando ele vem e assina contrato. O Gabigol é algo distante da gente pelo salário que ganha e pelas condições financeiras. Na hora certa vocês saberão os jogadores que vão vir. Mas o torcedor pode ficar tranquilo, pois estamos nos mexendo”, declarou.

Flamengo explica caso

Com contrato apenas até o final do ano, Gabigol não foi relacionado pelo Flamengo na vitória deste domingo por 2×1 sobre o Cruzeiro no Maracanã. Depois do confronto, o vice de futebol rubro-negro Marcos Braz explicou a situação do atacante:

“O Flamengo preferiu afastar o Gabriel depois, mas também numa conversa que eu tive junto com o empresário dele. A gente teve uma longa conversa após a entrevista que ele deu, e entendemos que o Gabriel conta com cinco jogos já feitos aqui. Se ele jogasse hoje, já não poderia mais sequer viajar com o clube caso quisesse ou tivesse alguma proposta do futebol brasileiro. A gente fez a opção de chegar nesse momento agora, já que o empresário também disse que queria ouvir e procurar alguns caminhos novos. Vamos aguardar para que não inviabilize isso aqui”, disse Braz, em declaração recuperada pelo Globoesporte.com.

“É importante para o clube, mas deixar claro, o Gabriel só sai agora se tiver uma compensação financeira para o Flamengo. Se não tiver uma compensação financeira para o Flamengo, que a gente entenda ser plausível, que seja dentro das nossas análises um bom negócio para o Flamengo, ele vai ficar até o final”, acrescentou.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas