Ricardinho pede a palavra, se emociona e segura o choro ao falar de familiares após o Gre-Nal: “Tem sido difícil”

Jovem atacante agradeceu pelo apoio do grupo no difícil momento familiar que vem vivendo

A partir de uma conversa que emocionou o técnico Renato Portaluppi, o atacante Ricardinho pediu para estar à disposição do Gre-Nal 430 no último sábado e teve participação no início da jogada do gol decisivo de Léo Chú, na Arena, pelo Gauchão. Após a vitória no clássico, ainda no vestiário, o jovem pediu a palavra e agradeceu o apoio dos colegas em razão da recente perda do pai e do avô pela Covid-19.

Ricardinho, como mostra o vídeo, fez questão de usar uma camiseta por baixo do uniforme de jogo com uma foto estampada dele ao lado dos familiares que se foram:

“Eu não podia escolher pessoas melhores para estar do meu lado. Muito obrigado a todos de coração. Agradeço ao Grêmio e à torcida gremista por me apoiar nesse momento, que está sendo muito difícil fora de campo. Sem a força de vocês, de todo elenco, eu não estaria aqui hoje dando orgulho para o meu pai. Obrigado a todos e vamos seguir juntos. Isso aqui é Grêmio, é a nossa vida”, disse o atleta.

Renato, em suas palavras na coletiva, revelou ter ficado até com vontade de chorar pela demonstração de garra do jogador neste momento pessoal delicado:

“O Ricardinho é um garoto especial. Se entrega, um grande profissional. A gente torce que ele possa vencer na profissão. Ele passou uma semana muito triste. Eu tive uma conversa boa com ele, procurei dar o ombro, para que ele pudesse falar. Eu perguntei se ele queria uns dias a mais de folga, e ele (Ricardinho) respondeu que queria trabalhar, ocupar a cabeça e realizar o sonho do pai e do avô dele de vestir a camisa do Grêmio. Fiquei com vontade de chorar, mexeu comigo isso”, frisou.

Dentro das quatro linhas, Ricardinho vem sendo uma das boas surpresas do Grêmio neste início de temporada já com 4 gols marcados.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.
Deixe um comentário

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies