WhatsApp: +5551985261953

Renê disse ao treinador do Corinthians que Edenilson foi chamado de “macaco”; Vitão foi tirar satisfações do rival

Entenda mais detalhadamente o episódio que manchou a parte final de Inter 2x2 Corinthians

Já na reta final de Inter 2×2 Corinthians, no Beira-Rio, o jogo acabou paralisado por cerca de dois minutos a partir de uma denúncia de Edenilson à arbitragem de que teria sido chamado de “macaco”. O autor da suposta injúria racial é o lateral-direito português Rafael Ramos, que, aos próprios colegas do Corinthians, negou veementemente ter falado tal palavra.

O lateral-esquerdo Renê, que se preparava para cobrar um arremesso manual, foi o primeiro a alertar o acontecimento para o técnico rival Vítor Pereira, que também é português. Ao tomar ciência do fato, o zagueiro Vitão, que também é negro, se irritou imensamente e foi tirar satisfações do adversário.

“Ele (Edenilson) acusou o Rafa de racismo. O Rafa falou que não disse. Disse outra palavra no português de Portugal, que é diferente, não sei pronunciar e qual foi. Mas ele disse que não teve ofensa racista. Ficou todo mundo confuso, mas agora vamos ver o que aconteceu realmente. Ele falou que parecia (com a palavra macaco), mas não podemos acusar alguém sem ter certeza”, declarou o centroavante corintiano Jô após o jogo.

Daniel e Moisés comentam denúncia de Edenilson sobre racismo de Rafael Ramos, do Corinthians:

Através do seu departamento jurídico, o Inter registrou parte na polícia e Edenilson prestou Boletim de Ocorrência ainda no vestiário do Beira-Rio.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Inter

1 De 9