Renato vê Grêmio “muito atrás” dos rivais, mira decisão contra o Huachipato e elogia Couto Pereira: “Festa maravilhosa”

Saiba os principais detalhes da coletiva de imprensa de Renato Portaluppi nesta terça

Publicidade

Mesmo satisfeito com o desempenho do Grêmio na goleada de 4×0 sobre o The Strongest, pela fase de grupos da Libertadores, o técnico Renato Portaluppi, em coletiva, manteve a opinião de que o time está “muito atrás” dos rivais no aspecto físico e ritmo de jogo. O treinador ainda explicou a escalação de Everton Galdino, projetou a partida decisiva contra o Huachipato no Chile na terça que vem e elogiou a festa da torcida no Couto Pereira, em Curitiba.

Elogios à partida do Grêmio

Veja também:
1 De 5.992

O Grêmio fez uma excelente partida desde o início, mas estamos muito atrás dos outros ainda. Não vamos tirar base por apenas um jogo. Perdemos algumas bolas justamente por essa falta de ritmo de jogo, que é essencial para todos os jogadores. Mostramos muita entrega e dedicação, muito amor à camisa do Grêmio. Mas seguimos muito atrás dos adversários. Quem conhece futebol sabe que o ritmo de jogo é essencial e os rivais estão jogando normalmente

Everton Galdino

O Galdino tem sido um jogador muito importante para o nosso grupo. Sei que algumas pessoas torcem o nariz para ele, mas ele vem bem, tem uma entrega, fecha os espaços dos adversários e tem força e velocidade para puxar as arrancadas, como fez hoje. O torcedor pode ficar tranquilo. Quando eu coloco em campo A, B ou C, eu sei o que estou fazendo. Sempre buscando o melhor para o time e para o clube

Torcida do Grêmio no Couto Pereira

A festa foi maravilhosa. Só tenho que agradecer. Os torcedores do Grêmio e os do Paraná fizeram a gente se sentir em casa. Parecia que estávamos na Arena pela forma como fomos recebidos. Dentro de campo, sabíamos que a vitória era necessária para seguirmos vivos na Libertadores. Foi uma boa atuação. Mesmo de longe, estamos com saudades do nosso estado. O mínimo que poderíamos fazer era vencer para tentar minimizar a dor deles

Decisão contra o Huachipato na terça que vem

Temos que ir jogo a jogo. Agora é pensar no Brasileirão, que é importante somar pontos. Vamos ter uma carninha de pescoço no sábado, que é o Bragantino, que vem jogando. E, na terça-feira, serão 90 minutos. Temos dois resultados dos três que podem acontecer. Se perder, estaremos fora. Mas se não perdermos vamos estar na próxima fase. Não vamos ter sossego, cada três dias é um jogo, uma viagem, um hotel diferente, mas vamos lá

MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas