Renato e mais dois jogadores: quem ainda não se reapresentou para os treinos do Grêmio em SP

Elenco deverá estar totalmente completo a partir da próxima segunda-feira

Publicidade

Desde sexta-feira, o Grêmio se encontra no CT Dr. Joaquim Grava, do Corinthians, para os trabalhos de “intertemporada” visando o retorno aos jogos. Sem condições de utilizar o CT Luiz Carvalho por conta da enchente em Porto Alegre, o tricolor escolheu a estrutura do time paulista pela logística, qualidade dos gramados e proximidade do aeroporto local.

Porém, o grupo do Grêmio ainda não está completo, o que deve acontecer apenas na próxima segunda-feira. O técnico Renato Portaluppi, o volante Villasanti e o centroavante Diego Costa ainda não se reapresentaram por questões particulares. Outros atletas como Kannemann, Rodrigo Ely, Carballo e Besozzi só chegaram durante o fim de semana.

Veja também:
1 De 6.005

Com a chegada de Renato, o Grêmio deverá começar a dar mais ênfase ao trabalho com bola, já que, desde sexta, os treinos estão focando na parte física sob comando do preparador Mário Fereira. O recondicionamento dos atletas é prioridade gremista neste momento de paralisação.

O próximo jogo do Grêmio na temporada é no dia 29, diante do The Strongest, pela fase de grupos da Libertadores. Para esta partida, o tricolor já escolheu jogar no Estádio Couto Pereira, do Coritiba, em Curitiba-PR. Saiba aqui como está a atual situação da chave gremista na competição continental.

Renato explicou escolhas do Grêmio

Em recente entrevista concedida ao jornalista Diogo Rossi, Renato explicou as escolhas feitas pelo CT do Corinthians e pelo Couto Pereira:

“Treinar em São Paulo, a gente tinha que treinar em algum lugar. No momento, foi o melhor local que nós encontramos, no CT do Corinthians e em Curitiba eu pedi para jogar lá por que o campo é bom e é um estado que a torcida do Grêmio tem torcida lá. A gente tem torcida em Santa Catarina… se alguém de Porto Alegre quiser ir pra lá, é a cidade mais perto. Se a gente pudesse juntar a nossa torcida, pois a gente vai precisar dela. Não tem outro meio, eles nos obrigam a jogar a Libertadores e a gente precisa treinar, não queríamos sair do (Rio Grande do) Sul, mas como que vai fazer? A melhor opção foi essa”, justificou Renato.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas