Renato critica gramado do Juventude e indica time reserva na Libertadores: “Quem muito quer, nada tem”

Tendência é que o Grêmio inicie a Libertadores na terça com um time reserva

Publicidade

Na avaliação do técnico gremista Renato Portaluppi, as condições do gramado do Alfredo Jaconi dificultaram um bom jogo neste sábado no empate em 0x0 entre Juventude e Grêmio, pela ida da final do Gauchão. O treinador projetou com otimismo o jogo de volta sábado que vem, 16h30, na Arena e indicou que utilizará reservas na estreia na Libertadores, terça, 21h, na altitude de La Paz, na Bolívia, contra o The Strongest.

Questão do gramado do Alfredo Jaconi

O gramado dificultou um pouco, muitas faltas, poucas oportunidades de ambos os lados. Foram 90 minutos, temos mais 90 na Arena com apoio de 50 mil torcedores, não quer dizer que seremos campeões, mas melhora. O gramado é melhor. Ficamos devendo, até pela marcação que o Juventude fez. Lá a gente sabe que precisa jogar mais, e o gramado vai favorecer o bom futebol, até pra parte do Juventude também. Na pior das hipóteses um 0x0 está de bom tamanho

Análise do jogo

O Juventude marcou bem, anulou nossas principais jogadas, mas nós também marcamos as jogadas deles. O Roger vem fazendo um grande trabalho e eles não chegaram por acaso nesta final. Os primeiros 90 minutos foram truncados e nós ficamos devendo hoje. Mas tem mais um jogo na Arena para buscarmos o objetivo

Necessidade de “competir”

Eu já havia falado durante a semana que tínhamos que competir bastante contra eles, a cada palmo do campo, a cada jogada. Por isso, o jogo foi truncado. No segundo tempo, voltamos com uma outra disposição e competimos também. As duas equipes poderiam fazer algum gol pela bola parada, por exemplo, já que o jogo tecnicamente não foi bom

Possível time reserva de Renato na Libertadores

É um problema sério. Não tenho como ir com força máxima. Amanhã treinaremos de manhã. Faremos a revisão médica nos atletas. Até então, não tivemos problemas. E depois eu decido quem vai viajar e quem vai jogar. Mas levar todo mundo é impossível. Quem muito quer, nada tem. Viagem, cansaço, altitude. Vai ser uma guerra lá. E sábado temos outro jogo

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul