Presidente do Grêmio trata Suárez como passado e cita legado: “Ajudou a reconstruir o clube”

Alberto Guerra fez comentários sobre o uruguaio no começo desta semana

Publicidade

Hoje no Inter Miami, dos Estados Unidos, reeditando a tão aguardada parceria com o amigo Lionel Messi, Suárez voltou a ser pauta de uma entrevista do presidente do Grêmio, Alberto Guerra, que conversou com a reportagem da ESPN Brasil depois do sorteio da Libertadores na segunda-feira. Ele tratou o uruguaio como “passado”, mas fez questão de enaltecer o legado deixado no clube pela passagem de 2023:

“A gente já encara isso como passado. Sabíamos do esforço do Suárez para fazer um ano competitivo e sabíamos que dificilmente ele conseguiria repetir pela idade, pelos problemas. Foi uma grande tempestade boa que passou na vida do Grêmio, mas que temos que saber encerrar para poder seguir em frente. Um grande jogador, um grande homem e fez muito mais do que todos esperavam. Ajudou a reconstruir o clube. Agora é formar um novo grupo para que a gente possa chegar aos nossos sonhos”, declarou Guerra.

Com a camisa do Grêmio, Suárez realizou um total de 54 partidas com 29 gols e 17 assistências. Em termos de títulos, faturou a Recopa Gaúcha fazendo um hat-trick sobre o São Luiz e também o Gauchão com gol de pênalti sobre o Caxias na final. O “Pistolero” também foi o grande condutor do time ao vice-campeonato do Brasileirão, em campanha inferior apenas em relação ao Palmeiras.

Grêmio tem Renato e Alberto Guerra
Para Guerra, Suárez teve passagem inesquecível pelo Grêmio – Foto: Reprodução/RDCTV

Presidente do Grêmio satisfeito com o substituto

Também na segunda-feira, Guerra rasgou elogios a Diego Costa, que foi o centroavante trazido pela direção para ser o substituto de Suárez. Na avaliação do presidente, Diego “tem a cara do Grêmio” e vai ser muito útil nos desafios desta longa temporada:

“O Diego Costa não necessita muita apresentação. Tem duas Copas do Mundo no currículo. Jogou em alto nível na Europa por mais de 10 anos. Sempre deixou sua marca quando teve sequência. Não está sendo diferente no Grêmio. Ele tem a cara do Grêmio. Tem muita vontade de vencer no clube e isso vai gerar um bom casamento. Quem sabe, concretizar isso com títulos”, afirmou Guerra.

Renato falou de Suárez recentemente

Na última semana, em entrevista publicada pelo SBT-RS, o treinador Renato Portaluppi tocou no nome de Suárez e admitiu que existia uma pequena esperança de que ele ficasse para 2024, algo que acabou não acontecendo com a decisão tomada depois do último Brasileirão:

“A gente ainda tinha uma pequena esperança do Suárez continuar. A gente ficou pesquisando, pesquisando, pesquisando. Eu vi uma entrevista do Diego Costa que não queria mais seguir no Brasil. O Pavón tinha contrato com o Atlético-MG. Depois vimos que ele queria sair de lá. Outros atletas que tentamos e que queriam vir, os clubes não liberaram. Eu entrei nas negociações”, explicou o treinador sobre a vinda de reforços.

Dentro de campo, o Grêmio trabalha nesta semana visando o compromisso da volta da semifinal do Gauchão diante do Caxias. Por ter vencido por 2×1 fora de casa no último sábado, na ida, o tricolor joga pelo empate na terça-feira, em casa, às 21h, para se classificar à grande final estadual.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul